Magistério de Porto da Folha realiza ato e cobra reajuste do piso

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Redes Municipais


Na última terça, dia 13, professores e professoras da rede municipal de Porto da Folha paralisaram as atividades e realizam ato público pelas ruas da sede do município.

O gestor do município Miguel de Dr. Marcos afirma ter dinheiro pra pagar o reajuste do Piso salarial, porém não paga alegando estar acima do percentual permitido pela LRF.

Os professores e professoras de Porto da Folha recebem, ainda, o valor do Piso salarial do ano de 2015, uma vez que ao assumir a prefeitura o atual prefeito retroagiu os vencimentos que eram pagos sob o valor do Piso de 2016.

Atualmente as perdas salariais acumuladas pelos professores e professoras já chegam a 25% em seus vencimentos, o que impacta diretamente na remuneração.

A expectativa da categoria é que o prefeito faça sua lição de casa e pague o devido ao magistério público portofolhense, além de garantir a valorização do servidor efetivo.

Ao término do ato, representantes da categoria Francisco Oliveira, coordenador da subsede do Alto Sertão, e o professor José, delegado de base do Sintese, protocolaram no Fórum da cidade ofício denunciando o uso irregular do transporte escolar e aproveitaram para dialogar a respeito das razões que levaram os professores e professoras interromperem as aulas.