Imprimir

Vá Jackson Barreto e não volte nunca mais!

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Rede Estadual


Sal grosso, criolina, arruda e muita água. Esses foram os ingredientes usados pelos servidores públicos na lavagem do Palácio de Despachos para o Bota-Fora de Jackson Barreto que, nesta sexta (06), deixa o cargo de governador do estado de Sergipe.

A manifestação também contou com a encenação de um culto ecumênico, onde lideranças religiosas pediram que Jackson Barreto nunca mais ocupe algum cargo público. Dirigentes sindicais também protocolaram um pijama para o governador.

“O governo Jackson levou os servidores públicos de diversas categorias a pauperização. Não reajustou salários, não dialogou com os representantes sindicais. A pauta do funcionalismo público estadual nunca foi levada em consideração por este governo. As obras foram a prioridade e o servidor ficou a ver navios”, aponta o presidente da CUT, professor Rubens Marques.

Para a dirigente do Sindasse (Assistentes Sociais), Rosely Anacleto, o governo Jackson foi extremamente opressor e caloteiro, pois não cumpriu nenhuma promessa de campanha. O sindicato tem denunciado que a pasta que cuida da Assistência Social não conta com nenhum assistente social efetivo. “O espaço da secretaria que é responsável pela política de Assistência Social em Sergipe está loteado. Só existem trabalhadores contratados. A secretaria virou um celeiro de votos. O governador abandona o cargo e deixa um saldo negativo não só para os assistentes sociais, mas também para o conjunto da classe trabalhadora”.

O vice-presidente do SINTESE, Roberto Silva dos Santos avaliou o governo Jackson como desastroso para o servidor e o serviço público e apontou que não houve negociação com os sindicatos que representam o funcionalismo público. “O que aconteceu foram conversas, mas nenhuma pauta foi atendida. E os poucos compromissos assumidos não foram cumpridos”, explicou.

Vá Jackson Barreto e não volte nunca mais!