Governo não apresenta proposta em audiência no TJ

Escrito por sintese Ligado . Publicado em Rede Estadual

Na audiência ocorrida na manhã desta quinta, entre o SINTESE e o Governo do Estado, o desembargador Edson Ulisses estipulou um prazo de 30 dias para o Governo do Estado apresentar uma proposta ao sindicato.

O presidente do SINTESE, Joel Almeida e o advogado do sindicato, Franklin Magalhães representaram o sindicato na audiência convocada pelo desembargador Edson Ulisses. Representando o Governo do Estado estiveram presentes o secretário de Educação, José Fernandes Lima e os procuradores do Estado, Vladimir Macedo e Guilherme Almeida.

Sem proposta

O prazo foi dado a partir de uma planilha de cálculos que o sindicato entregou ao desembargador e que será analisada pelo governo. “A audiência ratificou que o governo nunca teve uma proposta concreta para os professores. Só o sindicato tem uma formulação sobre como implantar o piso”, apontou o presidente do SINTESE, Joel Almeida.

Antes de apresentar o histórico do processo de negociação os representantes do SINTESE ressaltaram o ineditismo da audiência e mostraram que o processo de negociação estava sim frustrado, porque desde agosto de 2008 começou-se a discutir sobre a implantação do Piso Salarial e até o momento (sete meses depois) o governo do Estado não tinha apresentado nenhuma proposta para o sindicato analisar. “Até mesmo a planilha que entregamos ao desembargador o governo já conhecia, pois a entregamos dia 05 de março quando tivemos audiência com o governador Marcelo Déda”, apontou o presidente.

Joel disse também que espera uma proposta do governo no prazo dado pela Justiça e tem a certeza de que no final desse processo os professores sairão vitoriosos.

Enquanto ocorria a audiência centenas de professores estiveram na porta do TJ vestidos de preto, com velas e bandeiras da mesma cor, simbolizando os “Órfãos do Piso”. “Viemos acompanhar a audiência e mostrar a sociedade sergipana que hoje os professores da rede estadual não recebem o Piso Salarial Nacional”, disse Ubaldina Fonseca Santana Moreira, da diretoria executiva do SINTESE.

Mobilização

Mesmo não estando em greve os professores continuam mobilizados em favor da implantação do Piso Salarial Profissional Nacional, nesta sexta, será feita panfletagem nos semáforos. Dia 30 os educadores participam do ato público promovido pela CUT.

No dia 02 de abril, Sergipe terá representantes no ato público promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE  em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal com objetivo de sensibilizar os ministros a votarem oi mais rápido possível a questão do Piso Salarial.

Na terça, dia 07, à tarde, será realizada nova assembléia dos professores da rede estadual.