Palestra "A linguagem do golpe" com Wanderley Geraldi, terça na CUT/SE

Escrito por CUT/SE Ligado . Publicado em Sociedade

O Brasil voltou 20 anos em 2. Com essa ideia o Prof. Dr. Wanderley Geraldi, em sua palestra intitulada “A Linguagem do Golpe”, tenta compreender este importante momento da história do Brasil. Analisa como o Golpe de 2016 não foi apenas uma troca de governo, mas também foi o fim de um regime democrático substituído por uma ditadura conduzida pelo Judiciário e garantida pela mídia tradicional.

Geraldi analisa detidamente a linguagem adotada pelos atores que planejaram a derrubada do governo eleito de Dilma Roussef (PT) e colocaram no poder o governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB), acompanhado de todos que representam o projeto político derrotado pelas urnas. O professor aborda o Golpe como capítulo de uma estratégia arquitetada muito antes, que compromete a soberania nacional e coloca o Brasil de volta de joelhos, a serviço dos interesses norte-americanos e da lógica do capitalismo improdutivo contemporâneo que é responsável pelo posso de desigualdades abissais em todas as partes do planeta.

A palestra-aula A Linguagem do Golpe acontece na próxima terça-feira, dia 25, às 19 horas, no auditório da Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT/SE), localizada na Rua Porto da Folha, 1.039, Cirurgia, em Aracaju. Entrada livre.

Palestrante

João Wanderley Geraldi é graduado em Letras e em Ciências Jurídicas e Sociais; mestre e doutor em Linguística; livre-docente em Análise do Discurso e professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Atualmente professor aposentado, é colaborador visitante da Universidade do Porto, em Portugal, e de universidades brasileiras a convite. Reconhecido pesquisador da linguística brasileira. Há alguns anos iniciou a carreira de cronista-blogueiro. Possui diversas obras publicadas, como Portos de Passagem, O texto na sala de aula, A aula como acontecimento, entre outros. Como pesquisador, é um dos mais reconhecidos intérpretes e divulgadores da Obra de Mikhail Bakhtin no Brasil, tendo publicado inúmeros livros e artigos sobre a teoria do autor russo.