Imprimir

Ser mulher em Sergipe é correr risco de morte!

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Sociedade


Ser mulher e viver em Sergipe é difícil. Além de enfrentar os baixos salários, a não divisão nas tarefas domésticas, as péssimas condições de trabalho, ainda temos que conviver com a violência doméstica.

Sergipe tem se mostrado um dos estados mais violentos contra as mulheres.

De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública. Ano passado mais de cinco mil ocorrências de violência doméstica foram registradas em Sergipe. Isso sem contar as que acontecem e não sabemos!

Não aguentamos mais tanta violência

A professora Ivânia foi uma vítima da violência e não podemos deixar para lá. Nós mulheres sergipanas conclamamos que os assassinos da professora Ivânia sejam punidos!

Não podemos mais deixar para lá. O caso é grave!

Milhares de mulheres são mortas todos os anos no Brasil. Em Sergipe, 63 mulheres foram mortas somente ano passado!

O feminicídio que toma conta de Sergipe. Temos que dar um basta na violência e morte de mulheres.

Não podemos nos calar. Temos que cobrar dos órgãos competentes que punam aqueles que cometem violência contra mulheres.

Nosso silêncio e falta de providências podem ser fatais.

Hoje foi professora Ivânia. Amanhã pode ser você, uma parente, uma colega, uma vizinha.