Imprimir

Professores discutem valorização do magistério

Ligado . Publicado em IX Conferencia

A discussão da carreira do magistério a partir da valorização profissional da categoria foi o principal tema da palestra "Os Rumos e as Perspectivas das Diretrizes para a Organização da Carreira do Magistério Público da Educação Básica", realizada na manhã da ultima sexta-feira pelo deputado federal Iran Barbosa (PT) e membro da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

A discussão abriu o terceiro dia de debates da IX Conferencia Estadual dos Trabalhadores em Educação, promovida pelo SINTESE no Iate Clube de Aracaju. Durante a palestra, Iran Barbosa fez uma retomada histórica sobre a carreira do magistério e falou da importância e dos desafios da profissão no Brasil. Citando a Resolução Nº 2 do CNE/CEB, de 29 de Maio de 2009. O professor e deputado ressaltou a importância dos rumos e perspectivas da carreira do magistério no país a partir das mudanças que vêm sendo discutidas nesta área no Brasil com a implementação do Piso Salarial Profissional Nacional.

“Discutir o plano de carreira e debater a valorização profissional considerando as condições adequadas de trabalho, do salário, de carreira e da formação do magistério”, enfatizou ao lembrar a importância de participação dos educadores no processo de debates de reestruturação dos planos de Carreiras.

O deputado também citou os desafios da profissão, citando pesquisas que mostram problemas como a desistência dos profissionais do magistério mais jovens que estão desistindo da carreira, além da migração de professores para outras áreas de atuação.

Na avaliação de Iran, este problema tem como uma das causas a desvalorização da profissão ao longo dos anos, fruto da falta de prioridade com a educação por parte do poder público. Sobre a desvalorização da profissão, o deputado citou ainda a queda da obrigatoriedade do diploma para jornalista. “Um problema que pode estar acedendo a luz amarela para a questão da formação de outras categorias”, alerta.

Apesar dos desafios, o deputado destacou que os profissionais do magistério constituem um dos mais importantes grupos ocupacionais na sociedade moderna em razão da função que exercem e da quantidade de profissionais que representam. “Não há no Brasil outro serviço público que mais atende a demanda da população e que esteja presente na vida dos brasileiros como a área de educação. Por tudo isso, falar da carreira do magistério é falar de algo fundamental para a república brasileira”, comentou.

Os professores discutiram a Resolução  Nº 2 da CNE/CEB, de 29 de maio de 2009, que fixa as novas diretrizes nacionais para os planos de carreira e remuneração dos profissionais do magistério da educação básica publica e outras legislações específicas da profissão.  Um debate encerrou as discussões.