Presidenta do SINTESE tem audiência no Sergipeprevidência

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Rede Estadual

Na tarde da última terça-feira, 02, a presidenta do SINTESE, Ângela Melo, acompanhada do coordenador do setor jurídico do sindicato, Franklin Magalhães estiveram reunidos com o diretor-presidente do Sergipeprevidência, Amito Brito. Na pauta, erros nos contracheques do mês de junho, o envio trimestral e o retroativo do piso salarial para os professores de Nível I.

Sobre o retroativo o diretor presidente explicou que o órgão não fez o pagamento do retroativo no mês de junho por questões de adequação a lei, mas que a situação já está se normalizando.

Erros nos contracheques

No mês passado professores aposentados procuraram o sindicato reclamando que seus contracheques vieram com nomes, cargos e vencimentos trocados, num mesmo contracheque aparece o nome de dois beneficiários distintos e igualmente distintos os cargos ocupados, os valores percebidos e o órgão de origem.

Com relação a isso Amito Brito explicou a presidenta do SINTESE que o órgão cancelou as senhas que foram impressas e que os contracheques foram refeitos e serão reenviados aos professores. “Ficamos muito preocupados com o acontecido e procuramos o SERGIPEPREVIDÊNCIA para saber quais as providências foram tomadas para que os professores não fossem prejudicados”, apontou Ângela.

Envio trimestral

Sobre a decisão do órgão em enviar trimestralmente os contracheques a presidenta ponderou que esta é uma medida excludente, pois o uso do computador e o acesso a internet para a faixa etária dos professores aposentados ainda é pequeno para tal ação ser tomada.

Isso sem contar que empresas e serviços que exigem comprovação de renda, a exemplo do comércio, não aceitam o contracheque impresso pela internet. Para o sindicato os aposentados devem ter as duas opções disponíveis e usar a que melhor lhe convier. O sindicato espera que o Sergipeprevidência reconsidere a questão e volte a enviar mensalmente os contracheques dos professores.