Imprimir

Governo do Estado não prevê aumento de recursos para cumprir metas do PNE e PEE

Escrito por sintese Ligado . Publicado em Revista Paulo Freire

Os deputados já receberam os projetos de lei 82 e 83/2015. Os dois tratam do orçamento do governo do estado para 2016 e do Plano Plurianual, este último vai vigorar entre 2016 e 2019. É neles que o Governo do Estado de Sergipe deve prever quais serão os recursos investidos para que as metas estabelecidas nos planos Nacional e Estadual de Educação sejam efetivadas.
Mas o que se percebe nos projetos de lei é que o Governo do Estado não levou em consideração nem o Plano Nacional e muito menos o Plano Estadual de Educação. 

De acordo com análise prévia feita pelo SINTESE e também pelo mandato da deputada Ana Lúcia, não há a meta 20.2 do Plano Estadual de Educação (publicado no Diário Oficial do Estado em 08/10/2015) é clara quando diz "ampliar os investimentos na educação estadual para no mínimo 26% até 2018 e chegar no mínimo de 27% no final de vigência deste PEE, de todos os tributos estaduais"

Por isso, professor e professora da rede estadual é fundamental ficar de olho nos deputados estaduais. Cobre de quem você votou para que não aprove um orçamento e um Plano Plurianual que não destinam recursos para que as metas estabelecidas no PNE e no PEE sejam cumpridas. 

SAIBA MAIS NO #SINTESEINFORMA -

http://www.sintese.org.br/index.php/quem-somos/publicacoes/doc_download/828-sintese-
informa-projeto-educa-mais-nov2015