Filme "Abraço" é selecionado para o Festival de Cinema de Pernambuco

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Cultural


O filme “Abraço” foi selecionado participar do 23º Festival de Cinema de Pernambuco na categoria longa-metragem. O evento vai de 29 de julho a 04 de agosto e as exibições acontecem no Cine São Luiz, em Recife. Na edição de 2019, O Cine-PE traz temas como Educação, Movimento Estudantil, Machismo e Racismo.

“Nesse momento em que tentam mergulhar o Brasil nas trevas da ignorância, o filme Abraço é uma resposta, uma alegria, um ânimo, uma convocação para resistência e para a luta. Começa nossa trajetória pelo Festival de Cinema de Pernambuco, um festival respeitado que sempre abriu suas portas para os filmes alternativos que trazem em sua arte a reflexão de nossa sociedade, é uma honra para o filme Abraço”, conta o diretor do filme Deivisson Fiuza.

O filme

A história tem como pano do fundo a mobilização ocorrida em 2008. Na época os educadores da rede estadual e redes municipais se uniram na defesa da manutenção da Progressão Vertical.

O filme Abraço é a segunda empreitada do sindicato nos cinemas. Em 2010, o SINTESE lançou o filme Carregadoras de Sonhos que tratava mostrava um dia de trabalho de quatro professoras.

“Compreendemos que a luta também é feita no campo da Cultura e trazer uma mobilização emblemática como a da progressão vertical é importante para lembrar não só aos professores e professoras, mas também todos os trabalhadores e trabalhadoras que as conquistas e, principalmente, a manutenção delas advém na luta nas ruas”, aponta Ivonete Cruz.

Valorização do artista sergipano

Na perspectiva de valorizar o trabalho dos artistas locais, a produção contratou 80 atores sergipanos e a preparação do elenco foi feita pelo diretor teatral Jorge Lins. A trilha sonora do filme ficou à cargo de André Abujamra e a execução de três das trilhas foi feita pela Orquestra Sinfônica de Sergipe. Por volta de 700 professoras e professores fizeram figuração nas cenas que foram gravadas dentro do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Assembleia Legislativa, Casa Civil, praças, escolas e rodovias em todo o estado.

Vale ressaltar que o filme contratou o maior número possível de profissionais do audiovisual sergipanos. Apenas dois atores de outro estado foram convidados a participar, entre eles o ator Flávio Bauraqui, muito conhecido pelo seu trabalho no filme “O Senhor do Labirinto” (2014).