AULA PÚBLICA: ‘Aumento dos combustíveis e prejuízos da privatização de estatais’

Escrito por Iracema Corso - CUT/SE Ligado . Publicado em Sociedade

Em aula pública, o movimento sindical vai explicar para a população de Aracaju ‘O aumento dos combustíveis e os prejuízos da privatização das estatais’. A atividade será nesta quarta, dia 5 de junho, a partir das 8h da manhã, no Calçadão da Rua Laranjeiras, em frente aos Correios.

A aula pública vai contar com a exposição de João Moraes, dirigente da Federação Única dos Petroleiros (FUP), também membro do Comitê em Defesa das Empresas Estatais. Segundo o Petroleiro em Sergipe e filiado à FUP, Ivan Calazans, a população precisa entender por que a gasolina está tão cara e se unir em defesa de melhores condições de vida para todos e em defesa da Petrobras. “O preço da gasolina está indexado ao preço do dólar. Esta foi uma medida do governo ilegítimo de Michel Temer. O valor do dólar sobe todo dia e é a população brasileira que está pagando essa conta”.

Ivan Calazans explicou que a composição do preço da gasolina é o tema que vai ser abordado com profundidade na aula pública, mas adiantou que a Petrobrás não pode ser acusada pelo alto preço da gasolina, algo que resulta de decisões políticas que prejudicaram a população. “Parte da população acredita que a Petrobrás é culpada pelo alto preço da gasolina. Isso não é verdade e queremos esclarecer. A Petrobrás não pode sofrer mais este desgaste junto ao povo brasileiro, porque ela é a nossa empresa, é nosso patrimônio e foi criada para impulsionar o desenvolvimento do Brasil, inclusive há muitos anos cumpre um papel importante no desenvolvimento da região Nordeste. Se a política de governo está errada, é preciso pressionar o governo para que essa política seja mudada em benefício da população que está pagando caro demais”.


A empresa pública dos Correios também é alvo dos ataques do Governo Federal que recentemente fechou duas agências dos Correios em Aracaju e fechou 161 agências dos Correios em todo o Brasil.

O Coordenador Geral do SINTACT/SE (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios), Jean Marcel também vai colaborar com a Aula Pública abordando os riscos da privatização desta enorme empresa estatal que cumpre um importante papel social de integrar o Brasil e que está presente em 5.570 municípios brasileiros, sendo responsável, dentre outras tarefas, pela distribuição de 20 milhões de encomendas por dia.

Jean Marcel convidou todo mundo para a Aula Pública. “Nenhum País com a dimensão continental que tem o Brasil fez essa loucura de privatizar os Correios. Em países menores como Argentina e Portugal que privatizaram, a população está lutando para estatizar novamente. O que a privatização trouxe para eles? O aumento no preço das encomendas e a diminuição do serviço. Em Portugal, 15% da população ficou sem serviço postal. Se acontecer o mesmo no Brasil – que é um País com mais de 200 milhões de habitantes, com certeza teremos mais de 30 milhões de pessoas sem o serviço postal imediatamente.

Aqui no Brasil o efeito será pior também porque nossa estrutura ferroviária e aeroviária não é a mesma dos países da Europa. Então aguardo todos vocês lá na Aula Pública, não podemos deixar que nesta onda neoliberal do governo Bolsonaro empresas fundamentais como a Petrobrás e os Correios sejam destruídas”.

Quem organiza a aula pública ‘O aumento dos combustíveis e os prejuízos da privatização das estatais’ são a CUT, UGT, CTB, CSP/Conlutas, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.