A indignação do professor Brasileiro

23

*Aparecidade Dia

Trabalhar a tempestade guardar na lembrança
Esquecer a vaidade
E se lembrar da esperança

Esperança eu tenho
De um mundo melhor
Da consciência, do homem resgatar
Ou será ainda pior

Tenho vergonha de minha pátria!
Aqui rola o egoísmo
O desemprego aumentando
Por conta do nepotismo

Não valorizam o professor…
Quem os ensinou a ler,
Enfrentar o mundo e interpretá-lo
Como também a escrever

Os altos cargos que ocupam
O professor estendeu sua mão
Mas pra eles, a ingratidão fala mais alto,
E o nosso dinheiro, é dos cargos de comissão

O descaso com o professor
É absurdo, é imoral
Querem tirar um direito nosso
O piso salarial

É triste, mas é verdade
Nosso país como é ijusto!
Consideram o professor um brinquedo…
Nós somos indispensáveis, batalhadores e cultos

O Brasil não é de todos!
É daqueles que consomem
Dos que viajam, se divertem, os banquetes
E muitos passam fome

Clamar ao senhor,
Que nos liberte do horror
De peder, o que já foi conquistado
O piso do professor

*Aparecida Dias,
Professora de Inglês do Colégio Vitória de Santa Maria-SE