UFS forma sua 1ª turma de agronomia sem-terra

42

A Universidade Federal de Sergipe realiza nesta sexta-feira (1º de agosto) a solenidade de colação de grau da primeira turma do Brasil de estudantes do curso de Engenharia Agronômica, formada, em sua maioria porassentados ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Ao todo são 54 estudantes festejando a conclusão do curso.

Para o professor Givaldo Hipólito, da coordenação pedagógica do chamado Projeto de Qualificação em Engenharia Agronômica para Jovens e Adultos da Reforma Agrária (Proquera), da UFS, o investimento vale a pena. Ele lembrou que, dos 60 provados inicialmente para o curso, apenas 6 desistiram – o que representa 10%, taxa menor que a média universitária, de 30%.