Onde está sendo aplicado os recursos do Fundef?

30

O SINTESE, percebendo a gravidade que passa a Rede Municipal de Riachão do Dantas, pediu ao Banco do Brasil, no dia 27 de Setembro de 2004, o extrato da conta do FUNDEF do município. Os dados são alarmantes, pois mesmo sem pagar corretamente os salários dos professores, o saldo da conta era de R$ 123, 52 (cento e vinte e três reais e cinqüenta e dois centavos). Porém, entre Janeiro e Agosto de 2004 o município recebeu do FUNDEF o valor de R$ 2.709.026,88 ( Dois milhões setecentos e nove mil, vinte e seis reais e oitenta e oito centavos ) e no mês em curso, dessa mesma fonte, já foram transferidos, até o dia 22 de Setembro de 2004, cerca de R$ 266.476,78 ( Duzentos e sessenta e seis mil, quatrocentos e sessenta e sete reais e setenta e oito centavos ). Diante do observado, o SINTESE vai acionar o Conselho do FUNDEF do município, o Ministério Público e o Tribunal de Contas para que estes órgãos possam verificar onde foram aplicados os recursos da educação do município de Riachão do Dantas, pois os professores não receberam os salários integralmente e não tem dinheiro na conta da educação do município. MOBILIZAÇÃO E REVOLTA Os professores revoltados com a situação que estão passando: salários atrasados e contas para pagar farão assembléia com os pais dos alunos em todas as escolas do município para mostrar a situação por que passa a educação de Riachão. Além disso, a categoria decidiu que não vai encerrar o ano letivo de 2004, nem vai colocar notas nos diários, se a situação não for regularizada pela prefeitura. O SINTESE exige mais respeito do prefeito José Lopes de Almeida com os professores de Riachão do Dantas que são os responsáveis pela educação dos filhos dos trabalhadores.