Professores de Estância ainda esperam reajuste do ano passado

38

A paralisação de 10 de abril será em protesto à demora do prefeito em apresentar proposta de aumento de salário O magistério do município de Estância vai paralisar suas atividade no dia 10 de abril. Os professores irão protestar a demora do prefeito Ivan Leite em apresentar proposta de reajuste salarial ainda do ano passado e para este ano. A administração municipal sequer chamou o SINTESE para tratar do assunto.

No dia da paralisação, os professores farão um ato público com via-crúcis, às 19h, que será encerrado com a apresentação de uma peça teatral em frente à prefeitura. O ato será regional e seis sindicatos de servidores, coordenados pela CUT/SE, já confirmaram presença.

Falácias do prefeito
Na última assembléia, realizada dia 28 de março, o coordenador geral da sub-sede do SINTESE na região sul, Silvio Freire de Oliveira, apresentou aos educadores a gravação em DVD de uma reunião entre o prefeito de Estância e a comissão de negociação do sindicato. Durante a exibição do DVD, muitos professores não suportaram o discurso falacioso do prefeito e manifestaram indignação com murmúrios e vaias. Ao final, o professor Silvio abriu um debate e colocou em votação a proposta de paralisação do magistério, que foi aprovada por unanimidade.