Educadores aguardam proposta de reajuste para hoje

30

Neste segunda(08), o magistério fará assembléia, às 15 horas, para avaliar o percentual de aumento proposto pelo governo A comissão de negociação do SINTESE comunicou aos professores, em assembléia ocorrida no dia 03, as propostas apresentadas pelo governador para a pauta de reivindicações do magistério. A promessa do governador João Alves é de anunciar o percentual de reajuste na segunda-feira, 08. Este é o prazo limite do magistério. Neste mesmo dia, os professores realizarão nova assembléia, às 15 horas, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, para avaliar o percentual de reajuste proposto.

Os professores consideraram insuficiente o conteúdo do documento com as propostas do governo do estado para os itens da pauta do magistério. “É preciso que o governo esclareça cada proposta, elabore um calendário e defina que providências serão tomadas em relação a cada item. Dizer apenas que concorda com as reivindicações não é suficiente”, declarou o professor Iran Barbosa, diretor do Departamento para Assuntos Jurídicos do SINTESE.

As propostas do governo não contemplam toda a pauta da campanha salarial do magistério estadual. Os itens das gratificações de interiorização, de merecimento e a implantação da gestão democrática nas escolas não serão negociados. A devolução da contribuição do Funaserp também está fora da negociação porque está em julgamento. “Isso não significa que vamos abrir mão desses direitos, vamos continuar lutando para que eles sejam garantidos a todos os professores”, afirmou o professor Joel de Almeida, presidente do SINTESE. Joel informou que a partir de hoje, 04, os professores da capital e do interior distribuirão uma carta à população sergipana expondo os baixos salários, as péssimas condições de trabalho do professor e da educação em todo o estado.