SINTESE cobra providências para a educação em Moita Bonita

40

Prefeita recebeu o sindicato pela primeira vez, quando foram comunicados os problemas da educação no município Pela primeira vez, desde que o município de Moita Bonita filiou-se ao SINTESE, em fevereiro deste ano, a prefeita Glória Grazielle da Costa recebeu os professores. A reunião aconteceu na terça-feira, 16, quando os professores comunicaram os problemas na educação, que vêm acumulando prejuízos aos alunos e ao magistério, ao longo de muitos anos.

Os educadores de Moita são regidos pela CLT, descumprindo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB – e a Lei do Fundef. Os professores devem ser regidos pelo estatuto do magistério. Além disso, eles não têm acesso ao conteúdo do plano de carreira, portanto não recebem direitos que são garantidos por essa lei.

Transporte – A Lei do Fundef e a Resolução 209, do Tribunal de Contas, determinam que a prefeitura pague uma ajuda de custo para o transporte dos professores que trabalham na zona rural. A prefeitura recebe recursos do Governo Federal para essa finalidade, mas os educadores não recebem a ajuda de custo.

Na maioria das escolas do município, os alunos não têm acesso a recursos pedagógicos. Essas escolas possuem apenas mimeógrafo, papel e álcool, limitando as atividades de aprendizado dos estudantes. Esses são alguns problemas da educação no município e os professores esperam que a prefeita tome providências imediatamente.