Sintese critica posição excludente do PROID

23

O SINTESE criticou a posição da Secretaria de Estado a Educação (SEED) em excluir os professores em estágio probatório do Programa de Inclusão Digital dos Profissionais do Magistério Público Estadual (PROID). Sintese critica posição excludente do PROID O SINTESE criticou a posição da Secretaria de Estado a Educação (SEED) em excluir os professores em estágio probatório do Programa de Inclusão Digital dos Profissionais do Magistério Público Estadual (PROID). Pelo projeto todos os educadores da rede estadual teriam acesso aos computadores.

O SINTESE avalia que o PROID é uma boa medida, pois faz com que o educador tenha acesso a instrumentos para pesquisa e informação e que o computador é hoje um auxiliar importante no processo de ensino e aprendizagem. Mas a diretoria lamenta que uma parcela significativa dos educadores fique excluída do programa e que estará procurando os meios judiciais para que TODOS os educadores tenham acesso aos computadores. “O SINTESE entende que a posição da secretaria está em desacordo com lei e esperamos esta decisão seja reavaliada. Enquanto isso o sindicato irá acionar os meios legais para que os professores em estágio probatório também possam ser incluídos no programa”, disse o presidente do SINTESE.