Professores de Moita Bonita paralisam atividades

35

Os professores fazem de 17 a 21 de julho paralisação de advertência devido ao desrespeito com que estão sendo tratados pela administração municipal. Os professores de Moita Bonita fazem de 17 a 21 de julho paralisação de advertência devido ao desrespeito com que estão sendo tratados pela administração municipal. Há mais de um mês os educadores esperam ser recebidos pela prefeita Grazielle Costa para continuar as reuniões com o objetivo de resolver os problemas da Educação no município.

Como o número de problemas na Educação no município é muito grande são necessárias várias outras reuniões para que tudo seja resolvido. A primeira audiência foi realizada em meados do mês de maio e uma segunda audiência foi marcada para o dia 08 de junho, os professores compareceram, mas os gestores municipais não.

Os professores querem garantir que os seus diretos sejam respeitados e que as crianças e adolescentes de Moita Bonita tenham acesso a uma escola pública de qualidade.

Conheça os problemas da educação no município:

– Os professores são regidos pela CLT, descumprindo a Lei de Diretrizes e Bases – LDB – e a Lei do Fundef. O correto seria que os professores fossem regidos pelo Estatuto do Magistério;

– Os educadores não têm acesso e não conhecem o conteúdo do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério. Portanto, não têm seus direitos garantidos, a exemplo da gratificação por titulação e da progressão funcional;

– Até 2005, os professores gozaram as férias, mas não receberam o valor adicional referente a elas, como manda a Constituição Federal. Em 2006, alguns professores estão recebendo;

– A Lei do Fundef e a Resolução 209, do Tribunal de Contas, mandam que a prefeitura pague uma ajuda de custo aos professores que trabalham na zona rural, mas eles não recebem. A prefeitura recebe dinheiro do Governo Federal mas não repassa o que é de direito para os professores;

– Os alunos da maioria das escolas do município não têm acesso aos recursos pedagógicos, como tv, vídeo ou dvd. Essas escolas possuem apenas mimeógrafo, papel e álcool, limitando o processo de ensino e aprendizagem.