Educadores de Campo do Brito fazem nova paralisação de advertência

24

Nesta sexta-feira, dia 21, os professores de Campo do Brito suspendem novamente as aulas. Nesta sexta-feira, dia 21, os professores de Campo do Brito suspendem novamente as aulas. O motivo é que a administração municipal não atendeu a principal reivindicação dos educadores que é a aprovação do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério.

Essa é a segunda paralisação em Campo do Brito, dia 20 de junho os educadores pararam as aulas em protesto aos diversos problemas na Educação e no Magistério da cidade. Após os primeiros atos públicos a prefeitura já negociou alguns avanços em relação a pauta de reivindicações, mas ainda falta muito o que discutir.

MUDANÇA DE NÍVEL E DE LETRA – muitos professores já foram contemplados, mas os direitos não estão sendo concedidos a todos os educadores e automaticamente como determina a lei.

PARIDADE – Os aposentados continuam recebendo salários mais baixos que os professores que estão trabalhando.

DATA BASE – Os educadores reivindicam que a prefeitura cumpra a data base que é no mês de maio. Até o momento não foi possível negociar um percentual de reajuste relevante. A proposta apresentada pelo prefeito foi de apenas 5%, mas estudos feitos pelo SINTESE mostram que o índice oferecido poderia ser bem maior. O município gasta hoje com salários dos professores apenas 54% dos recursos do Fundef, o que é ilegal, o mínimo previsto em lei é de 60%.

PRESTAÇÃO DE CONTAS – Os representantes dos professores no Conselho do Fundef e no Conselho da Merenda Escolar não tem tido acesso a documentação prevista em lei, pois as presidentes dos conselhos (secretária de Educação e Ação Social respectivamente) não fornecem a documentação necessária pra simples conferência dos conselheiros.

“Faz-se necessário que a prefeitura tome providências com relação a isso para que possamos resolver no mais breve possível esse impasse que se arrasta desde o governo passado e quem tem se aprofundado nessa administração”, disse Josefa Magalhães, representante do SINTESE no município.