Congressistas exigem Educação na pauta da CUT

30

Os professores participantes do XI Congresso Estadual dos Trabalhadores em Educação exigiram publicamente à Central Única dos Trabalhadores (CUT), na manhã desta quinta-feira (25), a inclusão da Educação na pauta da Campanha Unificada dos Trabalhadores.

Convocada pela CUT com o objetivo de estender a luta da classe trabalhadora para além das campanhas salariais específicas das categorias, a Campanha Unificada dos Trabalhadores foi aprovada por unanimidade pelos congressistas através de moção de apoio – mas com a condição de que o item Educação seja somado ao rol de eixos definidos pela CUT para a campanha, que já inclui Salário, Emprego, Jornada de Trabalho, Direitos Sindicais, Saúde, Segurança e Políticas Públicas.

A proposta, apresentada pela professora Ana Lúcia, recebeu a saudação do professor André Silva Martins, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que, no momento da votação da moção de apoio à Campanha Unificada dos Trabalhadores, estava presente à mesa como conferencista. “A educação é uma causa que precisa ser abraçada por todo o movimento sindical. O fato de o SINTESE exigir a inclusão da educação na pauta de lutas prova que este sindicato está na ponta-de-lança do movimento sindical e atua nele de forma educativa”, afirmou Martins.