Educadores de Santa Rosa Lima paralisam atividades

30

Os professores da rede municipal de Santa Rosa paralisaram suas atividades por dois dias (28 e 29) em sinal de protesto ao baixo índice salarial apresentado pela prefeitura que não condiz com a situação financeira do município… Os professores da rede municipal de Santa Rosa paralisaram suas atividades por dois dias (28 e 29) em sinal de protesto ao baixo índice salarial apresentado pela prefeitura que não condiz com a situação financeira do município.

Desde que os professores informaram da paralisação que o prefeito vem ameaçando cortar o ponto dos professores que estão participando da greve. Além disso, está colocando pessoas que não tem formação para substituir os professores, ou seja, a secretaria de Educação está colocando pessoas que não são professores para ensinar em sala de aula.

Para desestabilizar o ato de protesto dos educadores, a prefeitura também está ameaçando os alunos de perderem o direito ao Programa Bolsa Família se não foram à escola. Isso não pode acontecer, a prefeitura não pode suspender sem motivo o benefício do Bolsa Família de ninguém, esta atitude demonstra a falta de respeito com que a secretaria de Educação está tratando alunos e professores.

Outra irregularidade na Educação de Santa Rosa de Lima é com relação aos gastos do Fundef, a lei diz que o município deve gastar no mínimo 60% dos recursos para pagar os salários dos professores, mas segundo estudos do SINTESE o valor máximo utilizado é de 54%, ou seja, a prefeitura não está cumprindo com o que está na lei.

Nos documentos que o SINTESE teve acesso foram constatadas várias irregularidades, se elas forem corrigidas o aumento salarial dos professores pode ser bem maior. Ano passado ao invés de dividir os recursos que sobraram do Fundef com os educadores a administração beneficiou poucos funcionários.