05 de outubro: Dia Mundial do Professor

39

“Docentes de qualidade por uma Educação de qualidade”. Este é o tema das comemorações do Dia Mundial dos e das Docentes celebrado em diversas partes do mundo. “Docentes de qualidade por uma Educação de qualidade”. Este é o tema das comemorações do Dia Mundial dos e das Docentes celebrado em diversas partes do mundo. A data criada em 1994 pela Unesco e tem como principal objetivo chamar a atenção dos governos para a revalorização do papel do docente.

Durante todo o dia de hoje acontecem marchas em várias cidades a exemplo de Lisboa em Portugal. Em Bruxelas, acontece um seminário sobre os “40 anos da Recomendação sobre a Situação dos Professores – Balanços e Perspectivas”. A recomendação foi publicada pela UNESCO e pela OIT e foi um dos argumentos principais para a criação do Dia Mundial dos e das Docentes.

A Internacional da Educação divulgou uma declaração especialmente para o dia com as reivindicações dos educadores em todo o mundo. A instituição é uma federação formada por 338 sindicatos afiliados em 161 países e territórios e representa 29 milhões de trabalhadores e trabalhadoras da Educação.

Nós, docentes do mundo inteiro: Esperamos que as autoridades de todos os países apliquem a Recomendação Relativa à Situação do Pessoal Docente de 1966, assim como a Recomendação Relativa à Situação do Pessoal Docente do Ensino Superior, de 1997, com o objetivo de cumprir as normas referentes às condições de trabalho do pessoal docente e o entorno de aprendizagem de alunas e alunos;

Exigimos que se garanta em todo o mundo o direito de todas as crianças a uma educação de qualidade financiada com fundos públicos;

Urgimos as organizações intergovernamentais e os Estados que as formam para que cumpram os compromissos de alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, incluindo a Educação para Todos, e considerar a educação como um serviço público e não uma mercadoria;

Exigimos que os governos planejem a adequada provisão de docentes de qualidade para satisfazer as necessidades futuras e que a comunidade internacional ofereça todo o apoio para esse fim;

Apelamos a que se ouçam as vozes das/dos docentes e suas organizações sindicais, como colaboradores profissionais com pleno direito nos processos decisórios e no debate sobre educação de qualidade e que se desenvolvam práticas que favoreçam um diálogo social construtivo em cada um de nosso países e em todos os níveis;

Assumimos o compromisso de trabalhar com alto nível de profissionalismo para garantir uma educação de qualidade para todas as crianças do mundo;

Insistimos em que somente podemos ter uma educação de qualidade com docentes qualificados que recebam uma formação inicial de alto nível, que tenham acesso a formação permanente durante o exercício da profissão e que tenham a sua disposição os meios pedagógicos que possibilitem desempenhar-se como profissionais da educação;

Instamos os governos a recordar seus compromissos de garantir igualdade de remuneração e direitos iguais para as mulheres, além de garantir sua emancipação no âmbito da educação, na toma de decisões e no ambiente de trabalho;

Assumimos o papel que nos corresponde desempenhar, para garantir uma educação de qualidade para todas as crianças, uma missão que não podemos cumprir sem o pleno apoio da comunidade nacional, regional e internacional.