MP deve apurar compra de 123 toneladas de carne para educação

42

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe, deverá protocolar na manhã desta quinta feira (04), junto ao Ministério Público Estadual e Federal, denuncia para que seja apurado a compra de 123 toneladas de carne, para o ano de 2006, e que seriam para merenda escolar, que custaram ao cofre público em torno de R$ 1 milhão.< O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe, deverá protocolar na manhã desta quinta feira (04), junto ao Ministério Público Estadual e Federal, denuncia para que seja apurado a compra de 123 toneladas de carne, para o ano de 2006, e que seriam para merenda escolar, que custaram ao cofre público em torno de R$ 1 milhão.

Caso seja apurado a irregularidade, o estado de Sergipe poderá fiar sem os recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Só no ano passado a Secretaria de Estado de Educação recebeu mais de R$ 6 milhões e, foram gastos desta verba, R$ 1 milhão para a compra de bifes e músculo.

Para o Sindicato dos trabalhadores em Educação, esta carne não chegou às escolas públicas, embora alguns diretores tenham atestados de terem recebido a carne.

O presidente do Síntese, deve marcar ainda esta semana uma audiência com o atual Secretário de Educação, José Fernandes Lima, para informa-lo da situação, e solicitar do secretario que seja investigado o fato.

Segundo José Almeida, pode ter havido desvio de carne além do super faturamento. Almeida disse ainda que o Conselho de alimentação Escolar, vai pedir aos órgãos que seja investigado também, o preço das carnes.

A denuncia foi feita por que em muitas escolas do interior do estado, essa carne não chegou, o que indica que não é possível se gastar 123 toneladas de carne em tão poucas escolas, alem de que foram apresentados ficha de recebimento dessa carne, preenchidas irregularmente.

fonte: Faxaju