Iran não adere ao Plano de Previdência dos Congressistas

22

Cumprindo promessa feita ainda durante sua campanha, Iran optou por continuar a contribuir com o IPES e o Ajuprev. Hoje, dia 13, foi a data limite para os parlamentares federais aderirem ou não ao Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), criado especificamente para os membros da Câmara dos Deputados e do Senado Federal e regido pela Lei 9.506/97.

O deputado federal Iran Barbosa, PT, cumprindo promessa feita ainda durante sua campanha, não aderiu ao plano dos congressistas, optando por continuar a contribuir com os planos de seguridade dos servidores públicos do estado de Sergipe (IPES) e do município de Aracaju (Ajuprev), com os quais tem vínculos e sempre contribuiu ao longo de sua carreira como servidor público.

“Entendo que a contribuição previdenciária deve estar vinculada à profissão exercida pelo parlamentar, porque a política não pode ser entendida como profissão, mas como uma opção e um instrumento de contribuição às causas sociais. Portanto, não se pode produzir privilégios ou benefícios especiais para os políticos”, defendeu o deputado federal petista.

fonte:Assessoria de Comunicação do Deputado Federal Iran Barbosa – PT

Veja também o que já foi publicado sobre:
Previdência Social
Aposentadoria