Professores de Tobias Barreto conseguem audiência com a prefeita

26

Após ato público realizado pela cidade em virtude da falta de negociação por parte da prefeitura, os educadores receberam ofício da administração municipal marcando uma audiência para o dia 10 de abril. A paralisação realizada pelos professores da rede municipal de Tobias Barreto rendeu resultados. Após ato público realizado pela cidade em virtude da falta de negociação por parte da prefeitura, os educadores receberam ofício da administração municipal marcando uma audiência para o dia 10 de abril. Além de protestarem os educadores realizam também um debate sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb.

Após meses de tentativas de tentar um diálogo com a prefeitura, finalmente os professores conseguiram que a prefeita Marly Barreto marcasse uma reunião. “Foi preciso vários atos públicos e três paralisações para que a prefeita aceitasse conversar conosco. Sempre estivemos abertos ao diálogo e esperamos dessa vez começar resolver os entraves que tem prejudicado os educadores de Tobias Barreto”, comentou o representante do SINTESE no município, Franco Ramos Alves Nascimento.

O protesto dos professores é em virtude de que vários direitos contidos no Plano de Carreira e Remuneração do Magistério estão sendo desrespeitados pela prefeitura. Inclusive nos últimos dias a administração municipal, através do procurador do município, tem feito ameaças aos educadores. Entre elas de retirar plano, direitos como mudança de nível e titulação. “O procurador do município nos disse que tais direitos são inconstitucionais e que o poder executivo vai enviar projeto para Câmara alterando a lei. A prefeitura está tentando nos amedrontar, mas não vai conseguir. Esses direitos são garantidos por lei e vamos lutar por eles”, enfatizou Franco.

Veja também o que já foi publicado sobre:
Rede Municipal de Tobias Barreto