Professores de Japaratuba exigem plano de carreira

27

Desde o ano de 2000 na gestão anterior do atual prefeito Gerard Olivier (PT) que os educadores tentam negociar com a prefeitura o envio do plano a Câmara de Vereadores. Nesta quarta-feira, dia 18, os professores de Japaratuba paralisam as atividades para exigir da prefeitura o Plano de Carreira e o Estatuto do Magistério. Desde o ano de 2000 na gestão anterior do atual prefeito Gerard Olivier (PT) que os educadores tentam negociar com a prefeitura o envio do plano a Câmara de Vereadores.

A situação de Japaratuba é única em Sergipe. O município é um dos poucos onde os professores não contam com o Plano de Carreira e o Estatuto, com isso, vários direitos historicamente conquistados pela categoria ao longo dos anos não são implantados.

A falta de regulamentação da carreira do magistério pode gerar problemas não só para os educadores, mas também para a prefeitura. Alguns professores estão recebendo gratificações que podem ser motivo de ações judiciais por recebimento ilegal de vantagens. “Essas duas leis são importantes não só para os professores, mas para toda Educação japaratubense. Para quem prega a dignidade como tema de governo não pode deixar que a situação dos professores se perdure mais tempo”, afirmou a delegada sindical do SINTESE no município, Lília Menezes. No mesmo dia está marcada uma audiência entre a comissão de negociação a prefeitura.

Veja também o que já foi publicado sobre:
Rede Municipal de Japaratuba