Professores realizam assembléia com indicativo de paralisação

24

Dentro dos pontos a serem analisados está a possibilidade de paralisação da categoria. Os professores da rede estadual realizam nesta quinta-feira, às 15h, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, assembléia geral. Na pauta apresentação e deliberações sobre o resultado do seminário “Caminhos e Descaminhos da Organização Curricular das Escolas Estaduais” e análise, discussão e encaminhamentos sobre a campanha salarial 2007. Dentro dos pontos a serem analisados está a possibilidade de paralisação da categoria.

“Os educadores demonstraram insatisfação tanto com o índice de reajuste apresentado pelo governo quanto pela forma de pagamento do Funaserp, por isso decidiram que na assembléia desta quinta-feira pode ser deflagrada uma paralisação”, afirmou o presidente do SINTESE, Joel Almeida. O dirigente sindical adiantou também que logo após a assembléia, os professores podem sair em passeata pelas ruas do centro da cidade.

Revisão salarial
A questão do índice salarial começou a ser rediscutida também na assembléia do dia 27, o presidente Joel Almeida apresentou o teor da audiência entre os sindicatos de diversas categorias de servidores públicos com o governador em exercício, Belivaldo Chagas sobre os 2,96% apresentado pelo governo como reajuste salarial e o escalonamento da restituição do Funaserp.

Os servidores apresentaram dados do Dieese que o Estado pode reajustar os salários em no mínimo 8,6% sem ferir a lei de responsabilidade fiscal. “Há possibilidade do reajuste ser maior, pois há recursos para isso, porque para chegar ao índice divulgado o governo contou com dados do ano passado e de lá para cá a receita corrente líquida já aumentou 7,5%”, destacou o diretor de Comunicação do SINTESE, Roberto Silva Santos. O posicionamento do SINTESE sobre a índice de revisão salarial sairá na assembléia desta quinta-feira.

Funaserp
O magistério estadual também definiu em assembléia que a forma da restituição do Funaserp deve ser modificada. A proposta dos professores é que o governo priorize em 2007 as pessoas que têm 100% a receber do fundo e que em 2008 seja a vez daqueles que já receberam 50%.

Veja também o que já foi publicado sobre:
Campanha Salarial
Funaserp