SINTESE aguarda instalação da mesa permanente de negociação

30

De acordo com ofício entregue aos professores no dia 30 de maio, após acampamento em frente ao Palácio de Despachos, assinado pelo secretário de Educação, José Fernandes Lima com ordem expressa do governador, a Mesa Permanente de Negociação seria instalada até o dia 15 de junho. O prazo para a instalação da Mesa Permanente de Negociação entre os servidores estaduais e o governo do Estado, se encerrou nesta sexta-feira, dia 15 e os trabalhadores do serviço público estadual esperam um posicionamento oficial do governo sobre quando começam os trabalhos. Além disso, o governo ainda não fez nenhum comunicado sobre quantos representantes de cada categoria vão participar da mesa.

De acordo com ofício entregue aos professores no dia 30 de maio, após acampamento em frente ao Palácio de Despachos, assinado pelo secretário de Educação, José Fernandes Lima com ordem expressa do governador, a Mesa Permanente de Negociação seria instalada até o dia 15 de junho.

Neste fórum de debates os servidores vão discutir com o governo do estado a reformulação de planos de carreira, atendimento das pautas de reivindicação e principalmente implantar uma política de recuperação das perdas salariais, que no caso do professores varia entre 21% e 49%. “O SINTESE e os demais sindicatos dos servidores estaduais estão esperando que o governo do estado se manifeste sobre quando será instalada a mesa permanente, pois o prazo que nos foi dado esgotou e não tivemos resposta.

SINTESE na Assembléia Legislativa
O presidente do SINTESE, Joel Almeida, atende ao requerimento dos deputados e ocupa o grande expediente da Assembléia Legislativa nesta segunda-feira, dia 18, às 15h, para fazer um relato sobre as políticas educacionais adotadas desde o governo de Albano Franco até o de Marcelo Déda. O sindicato analisa que esta será uma ótima oportunidade para a sociedade sergipana acompanhar o histórico das políticas educacionais em nosso estado. “A presença do sindicato no plenário da Assembléia Legislativa dará possibilidade de se fazer uma análise mais detalhada educação pública sergipana”, comentou o presidente do SINTESE.

Veja também o que já foi publicado sobre:
Comissão de Negociação