Professores de Sergipe repudiam Rede Globo

41

Educadores sergipanos aprovam moção de repúdio a emissora por quadro exibido no programa Casseta e Planeta que denigre a imagem dos professores brasileiros Os professores da rede estadual e de redes municipais aprovaram na última sexta-feira, 13, moção de repúdio contra a Rede Globo. O motivo da moção foi a exibição no programa humorístico Casseta e Planeta no dia 11 de julho de um quadro onde apresentava uma educadora como “professora de programa”.

De acordo com o documento aprovado, por unanimidade no encerramento da quarta edição das Oficinas Pedagógicas da Resistência, os educadores sergipanos consideraram o tratamento “desrespeitoso, agressivo e de ataque contra a honra e a dignidade das professoras e professores brasileiros.

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe – SINTESE a atual conjuntura em que vivem os professores com baixos salários, infra-estrutura e material didático insuficiente, violência urbana e condições indignas de trabalho não justifica a desqualificação dos profissionais de forma tão grotesca e de baixo nível.

O SINTESE argumenta que a emissora como concessionária de um serviço público deve debater em seus programas “os verdadeiros problemas da Educação Pública no Brasil”. “É inadmissível que uma televisão com o alcance da Rede Globo apresente um dos mais importantes atores na formação do povo brasileiro de forma tão caricata e desrespeitosa”, disse Joel Almeida, presidente do SINTESE.

Os professores sergipanos exigem que a emissora de televisão admita o equívoco cometido e peça desculpas aos educadores brasileiros e a sociedade pela imagem negativa e preconceituosa vinculada aos professores com grandes prejuízos no imaginário da sociedade brasileira.