Prefeito de Capela não cumpre palavra e deixa Educação Municipal em péssima situação

31

Em Capela, crianças, jovens e adultos correm o risco de ficar à margem do conhecimento, porque as más condições da Educação e, principalmente, a desconsideração do prefeito para com os professores do município é fato e se alastra a cada dia. Os professores de Capela paralisarão suas atividades em todas as escolas públicas municipais, na próxima sexta-feira, 17, como forma de protesto ao descaso com que o prefeito Manoel Messias – conhecido como Sukita –, vem tratando assuntos importantes da Educação na localidade. A concentração dos educadores acontecerá a partir das 8h, em frente à Escola Municipal Aurelina de Melo Sobral.

Em Capela, crianças, jovens e adultos correm o risco de ficar à margem do conhecimento, porque as más condições da Educação e, principalmente, a desconsideração do prefeito para com os professores do município é fato e se alastra a cada dia.

Não bastasse os professores de Capela ter seus direitos negados, receber um salário vergonhoso (apenas R$ 270 reais), sequer a Administração Municipal realiza prestação de contas sobre a merenda escolar ou reformas em escolas que não dispõem de infra-estrutura adequada para a aprendizagem. Após paralisação ocorrida em maio, o prefeito garantiu aos professores que em 20 dias entregaria as folhas de pagamento e faria a prestação de contas sobre como são gastos os recursos da Educação que a prefeitura recebe mensalmente. Os professores apenas buscam o cumprimento da lei. Afinal, é obrigação de todo e qualquer gestor público, a transparência em suas ações. A população tem direito de saber como e onde é gasto o dinheiro de seus impostos.

Mas, de maio até aqui nada aconteceu. No mês de julho houve nova mobilização dos professores junto ao prefeito Sukita, inclusive com a presença do SINTESE e do deputado federal Iran Barbosa. Na ocasião, Sukita afirmou que marcaria para logo outra reunião com os professores para resolver definitivamente a situação e discutir também do Plano de Carreira. Absolutamente nada foi cumprido até o momento.

A comunidade em geral precisa abraçar a causa dos professores, que é a causa da Educação qualificada de seus filhos, sobrinhos e netos. A causa por uma atitude de decência do líder administrativo do município, ou seja, de diálogo com seus co-cidadãos e educadores, e de transparência dos investimentos realizados.