Iran Barbosa avalia documento encaminhado por Severiano Alves

26

O deputado federal Iran Barbosa avaliou negativamente o relatório Substitutivo proposto por Severiano Alves. Segundo ele, as pressões e os argumentos dos limites fiscais prevalecem na definição do relatório. O deputado federal Iran Barbosa avaliou negativamente o relatório Substitutivo proposto por Severiano Alves. Segundo ele, as pressões e os argumentos dos limites fiscais prevalecem na definição do relatório.

“O relatório é muito ruim. A grande contradição continua sendo que, para as políticas públicas essenciais à população, prevalece o argumento da falta de condições fiscais, porém elas são totalmente liberadas para os interesses e a supremacia do mercado, frente aos destinos da Nação”, inicia Iran Barbosa.

Para o deputado, no documento prevaleceu também a lógica e a vontade dos gestores educacionais que, sem argumentos embasados nas finanças e na realidade dos Estados e Municípios continuam sustentando o discurso fácil de que não têm condição financeira de pagar o valor que está sendo defendido para o PSPN.

“Não há, no substitutivo, nenhuma relação entre o estabelecimento do Piso e a condição de aposentadoria do trabalhador em Educação”, destaca ainda. No que se refere à carga horária, Iran Barbosa avalia que Severiano Alves expressou fragilidade de compreensão da realidade da educação nacional. Iran Barbosa argumenta que a proposta é confusa e de difícil implementação.

Entre tantos apontamentos, o deputado finaliza afirmando que há inúmeros detalhes prejudiciais que deverão ser objeto de uma análise mais minudente.