Conferencistas apelam a juíza que julgue ação do redutor salarial

23

Durante a oitava conferência os trabalhadores em educação têm aprovado diversas moções. Uma dos destaques vai para a moção de apelo aprovada no dia 16 para a juíza da 3ª Vara Cível da Comarca de Aracaju, Simone de Oliveira Fraga solicitando que ela julgue os processos que o SINTESE moveu contra o Estado de Sergipe sobre o redutor salarial. Durante a oitava conferência os trabalhadores em educação têm aprovado diversas moções. Uma dos destaques vai para a moção de apelo aprovada no dia 16 para a juíza da 3ª Vara Cível da Comarca de Aracaju, Simone de Oliveira Fraga solicitando que ela julgue os processos que o SINTESE moveu contra o Estado de Sergipe sobre o redutor salarial. Há quatro anos que os educadores da rede estadual lutam para que sejam devolvidos os valores descontados irregularmente dos salários dos educadores nos anos de 2002 e 2003. Segundo o documento “ a verba tem natureza alimentar e, não penas consiste em crédito aos profissionais da educação, mas também importou em graves prejuízos à categoria que viu os seus ganhos mensais serem reduzidos, gerando dívidas que desestruturaram as vidas de vários professores”.