SINTESE lança “Retrato das escolas estaduais de Sergipe”

53

O objetivo do álbum é mostrar e sensibilizar autoridades e gestores públicos sobre as condições precárias de diversas escolas da rede estadual de ensino. O SINTESE lançou nesta sexta, 15, o primeiro volume do registro fotográfico das escolas estaduais de Sergipe. O objetivo do álbum é mostrar e sensibilizar autoridades e gestores públicos sobre as condições precárias de diversas escolas da rede estadual de ensino. “A situação das escolas da rede pública estadual é grave, é necessário que os gestores públicos tomem para si a responsabilidade e procurem, com políticas educacionais sérias e consistentes, resolver os problemas que a cada dia se acumulam”, disse o presidente do SINTESE, Joel Almeida.

Outra prova de desrespeito com a vida e segurança dos que precisam desse tipo de veículo são as condições das estradas, onde os ônibus têm de circular em meia à piçarra e verdadeiras crateras.

Navegue pela matéria
Confira o Retrato das escolas estaduais de Sergipe

Para o sindicato o retrato é resultado da falta de uma política educacional série a consistente dos governos, da desorganização gerencial e administrativa da Secretaria de Estado da Educação e dos diretores de escola, do mau uso dos recursos destinados ao financiamento da educação, a falta de diretrizes dos gestores da educação têm gerado o sucateamento da estrutura física das escolas, a incapacidade de valorizar e garantir formação continuada aos educadores e números preocupantes no Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica que em 2007 marcou 3,1 para os primeiros anos do ensino fundamental e 2,9 para os anos finais do ensino fundamental e ensino médio.

O retrato mostra que a situação de algumas escolas é tão grave que o início do ano letivo em 2008 será prejudicado. Por isso o SINTESE enviou cópia do “Retrato” para o Ministério da Educação, Assembléia Legislativa, Conselho Estadual de Educação, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, Ministério Público Estadual.