Mesa de negociação permanente chega a acordo sobre 1/3 de férias

48

Quem tem até R$300 recebe no mês de março. De R$301 a R$500 o dinheiro será devolvido no mês de abril e a partir de R$501 no salário de maio. A dívida do governo com os servidores é de R$9 milhões. Na reunião da mesa de negociação permanente acontecida na última segunda-feira foi definido o calendário de devolução do terço das férias para a previdência que foi descontado indevidamente no governo passado.

Quem tem até R$300 recebe no mês de março. De R$301 a R$500 o dinheiro será devolvido no mês de abril e a partir de R$501 no salário de maio. A dívida do governo com os servidores é de R$9 milhões.

Além disso, finalmente foram instauradas as mesas setoriais para negociações entre os servidores e as suas respectivas secretarias. A principal reivindicação dos servidores públicos é a reestruturação dos planos de carreira. No caso dos professores está também a regulamentação das gratificações previstas na Lei Complementar 61/2001 que trata do Plano de Carreira.