Educação não é prioridade em São Domingos

52

Todo trabalhador tem direito a receber as férias, mas isso não acontece em São Domingos com os professores e funcionários da Educação.

Mais uma vez os educadores conversam com a população sobre como a Educação é tratada em São Domingos. Professores e funcionários da Educação são constantemente desrespeitados pela prefeitura.

Todo mês é a mesma coisa, a prefeitura só paga os salários com até 15 dias de atraso, isso quando não paga somente a metade. Para receber o restante são várias idas e vindas a prefeitura, como se fosse favor do município e não um direito do servidor público, e de qualquer trabalhador, receber salário após realizar o trabalho.

Dinheiro não é problema, pois ao contrário do que diz o prefeito, o recurso que a prefeitura usa para pagar os professores vem do Fundeb que é depositado todos os meses diretamente na conta da prefeitura, sem intermediários. O dinheiro que ajuda a pagar o transporte e a merenda escolar também é repassado todos os meses.

A prefeitura também não respeita a Educação ao negar direitos como: mudança de nível, onde o professor tem o direito de ter uma gratificação por ter estudo e se qualificado, afinal o poder público deve incentivar os professores a terem mais estudo para que suas aulas sejam ainda melhores. Todo trabalhador tem direito a receber as férias, mas isso não acontece em São Domingos com os professores e funcionários da Educação.

Desde 2003 que os educadores esperam que o Estatuto do Magistério seja aprovado, mas parece que o prefeito que não valoriza e não respeita os os professores, pois sem aprovar o estatuto, os educadores ficam desamparados em vários direitos e deveres.

Agindo assim o prefeito Hélio Mecenas mostra que não está preocupado com a Educação dos filhos e filhas do povo de São Domingos.