Mais candidatos assinam carta compromisso enviada pelo SINTESE

50

Até agora 67 candidatos em trinta e três municípios assinaram a carta compromisso enviada pelo SINTESE a todos que disputam as eleições para prefeito nos municípios onde o sindicato representa os professores.

Acompanhe a lista atualizada

Houve cidades em que todos os candidatos responderam a carta, mas em 39 municípios os candidatos não se pronunciaram sindicato. Um dos exemplos é Dênisson Déda candidato a prefeito em Simão Dias. O que chama a atenção do sindicato é que apesar de ser professor, Dênisson não enviou resposta sobre a carta de compromisso, ao contrário dos outros dois pretendentes ao cargo de prefeito de Simão Dias.

Em Lagarto os representantes da sub-sede Centro Sul entram em contato com os três candidatos a prefeito. Valmir da Madereira e Lila assinaram o documento, somente a candidata Maria Luiza Ribeiro não assinou. “Fizemos reuniões com os candidatos e discutimos sobre o teor do documento, para que eles compreendessem que nossa intenção é mostrar o que sociedade quer da Educação”, disso Nazon Barbosa, da coordenação da sub-sede Centro Sul do SINTESE.

Outros candidatos também se recusaram a assinar a carta, como: Ivan Leite, de Estância; Nelson Araújo Santos, em Santa Rosa de Lima; Nelson Araújo Santos, em Riachão do Dantas e Altamiro Nascimento na cidade de São Francisco.

Candidatos de cidades de grande porte como Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, Poço Redondo, Itaporanga, Propriá não se pronunciaram sobre o documento.

O documento intitulado “A Educação de Qualidade Social: Um Compromisso de Todos”, o sindicato reforça as políticas públicas defendidas pela sociedade e que foram expressas no Plano Nacional de Educação.

Entre os destaques da carta, estão: implantação da Gestão democrática e maior participação da comunidade escolar nas decisões administrativas e pedagógicas não só da escola, mas do sistema de ensino; valorização do magistério municipal; implantação do Piso Salarial para os professores.