Brigada Militar despeja educadores que protestavam na Secretaria de Educação do RS

38

Educadores de áreas da Reforma Agrária que realizavam um jejum, na Secretaria Estadual de Educação, por melhores condições de ensino, foram despejados no início da noite de hoje (13) pelo Batalhão de Operações Especiais (BOE), da Brigada Militar.

A governadora Yeda Crusius (PSDB) e a secretária de Educação, Mariza Abreu, acionaram a Brigada Militar para despejar os 27 educadores da frente do prédio.

Pouco antes do despejo, os manifestantes foram recebidos em audiência pela secretária de Educação, que se comprometeu com parte do pagamento dos salários nove meses atrasados e com uma nova audiência em vinte dias.

Os educadores iniciaram o jejum em protesto pelos nove meses sem salários e pela falta de estrutura nas escolas itinerantes dos acampamentos, onde as crianças não contam com livros, cadernos ou materiais didáticos.