SINTESE participa de reunião da mesa permanente de negociação

57

Na noite da última segunda-feira, representantes do SINTESE participaram primeira reunião da Mesa Permanente de Negociação do segundo semestre. O sindicato apresentou como pautas pendentes para a mesa geral a questão do retroativo do Piso Salarial em 2008, para quem recebe menos de R$950 em 2008 e a implantação para todos os professores em 2009.

Além do SINTESE participaram da mesa, a Central Única dos Trabalhadores e os sindicatos que representam: auditores fiscais, médicos, enfermeiros, agentes penitenciários, policiais civis, engenheiros, servidores administrativos, servidores da saúde, fisioterapeutas e representantes dos policiais militares.

O secretário da Fazenda, Nilson Lima, apresentou um balanço da situação fiscal do estado com dados até agosto de 2008. O que chamou a atenção do sindicato é o grande aumento da receita neste ano (em torno de 23%) e também o fato da proposta de orçamento para a Educação não ter acompanhado esse crescimento. O sindicato questionou o secretário da Fazenda o porquê dos gastos da Educação terem sido subestimados.

O presidente do SINTESE, Joel Almeida, voltou a colocar que a Mesa Permanente de Negociação precisa de método, pois da forma como está sendo conduzida acaba se tornando somente momentos de cobrança e não se soluções.

Já Antônio Góis, presidente da CUT, ressaltou que deve ser estabelecido um calendário de reuniões da mesa. “Estamos na segunda metade do mês de outubro e só agora tivemos a primeira reunião do semestre”, ressaltou.

Ato público

Os professores da rede estadual realizam ato em frente a Secretaria de Estado da Educação, no próximo dia 30, a partir das oito horas.

O ato é para cobrar um posicionamento da Secretaria de Estado da Educação – SEED sobre o pagamento este ano do Piso Salarial como remuneração para os que recebem valores abaixo de R$950 e uma solução rápida sobre o projeto de lei para implantação da Gestão Democrática.