Professores das escolas ameaçadas de fechar fazem atos públicos

48

Os educadores do Jardim de Infância Augusto Maynard, da Escola Mestre Euclides e do Barracão Seu Oscar – PIAPE realizam dias 15, 16 e 17 atos públicos contra o fechamento das unidades de ensino.

No dia 15, às 8h, professores, alunos e pais fazem protesto em frente ao Jardim de Infância Augusto Maynard. No dia 16, às 7h30 o ato será no Barracão Seu Oscar – PIAPE, no conjunto Bugio e na quarta, dia 17 o protesto será no UPE Mestre Euclides, localizado no bairro América.

A decisão foi tomada em reunião realizada nesta sexta, pelo SINTESE, com os professores das escolas que serão desativadas (por manterem somente educação infantil) e também daquelas que além da modalidade pré-escola também trabalham com ensino fundamental.

Durante a reunião o presidente do SINTESE, Joel Almeida, colocou que a reação dos professores diante da decisão da Secretaria de Estado da Educação em fechar as escolas, sem uma discussão da situação de cada uma já gerou efeitos. O secretário estadual de Educação, José Fernandes Lima, colocou para a direção do SINTESE, que a situação do Jardim de Infância Augusto Maynard, da Escola Mestre Euclides e do Barracão Seu Oscar – PIAPE serão rediscutidas.

Com relação as escolas que estão em regime de comodato e oferecem somente a Educação Infantil, elas serão fechadas, mas os alunos e professores serão realocados para outras unidades de ensino da rede municipal.

Com relação as escolas onde funcionam Educação Infantil e Ensino Fundamental o SINTESE propôs a SEED que as matrículas para a Educação Infantil seriam encerradas a partir de 2009 e os alunos seriam transpostos paulatinamente para o Ensino Fundamental, pois é importante manter os alunos até para não perde recursos.