Governador do Maranhão sanciona lei que aumenta gratificação de diretores escolares

60

Dezenas de gestores escolares da rede estadual de ensino das 19 unidades regionais de educação ocuparam o auditório do Palácio Henrique de La Rocque, no Calhau, para testemunhar e agradecer ao governador Jackson Lago a sanção da Lei 2.903/08, que aumenta em até 100% a gratificação dos gestores escolares da rede estadual de ensino.A gratificação será destinada aos servidores do Magistério da Educação Básica em efetivo exercício das funções gratificadas de gestor-geral e gestor-auxiliar. A lei dispõe sobre a modulação e, conseqüentemente, a instituição de gratificação aos diretores de escolas públicas do Estado.“A sanção dessa lei que estabelece aumento dos valores das gratificações dos diretores corrige distorções salariais históricas e se constitui em uma ferramenta essencial para a melhoria da educação no Estado", enfatizou o vice-governador Luiz Carlos Porto, que representou o governador Jackson Lago na solenidade de sanção da lei. Porto lamentou a ausência do governador na solenidade, já que essa é uma das conquistas, resultado de seu empenho como abnegado pela educação.

A valorização do gestor cumpre a terceira das 12 diretrizes estabelecidas como meta de governo Jackson Lago. “Todas as diretrizes da educação estão sendo cumpridas rigorosamente", afirmou o secretário de Educação, Lourenço Vieira da Silva.Durante seu discurso Lourenço homenageou o professor Cândido Medeiros, da Universidade Federal do Maranhão, UFMA, falecido no sábado passado. "Ele foi um grande parceiro no fortalecimento do Sistema Unificado de Educação", exaltou Vieira da Silva.

Com a promulgação da lei foi estabelecido um prazo de 120 dias para que seja elaborada a hierarquização dos módulos que vão balizar o escalonamento das gratificações. A lei vai vigorar a partir do dia 1º de fevereiro do próximo ano. Haverá um salto das gratificações hoje entre R$ 95 e R$350,00 para R$ 950,00 e R$ 1.300,00, um dos maiores valores praticados na região.

A elaboração da lei foi possível mediante a realização do "Diagnóstico situacional das escolas da rede estadual de ensino no Maranhão", realizado pela Asdema. O diagnóstico foi realizado em cada escola em todos os municípios do Estado.Para o secretário de Estado da Educação, Lourenço Vieira da Silva, o ato ainda que visto como isolado faz parte de um contexto de um governo que encarou de frente o problema da educação no Estado que até 2006 não havia escolas de ensino médio em quase 80% dos municípios.

fonte: http://mrp-maranhao.blogspot.com/