ONG denuncia descaso da justiça paraibana para com ação de grupo de extermínio

46

{enclose u84_020409justicaglobal.mp3}

A organização Justiça Global pede agilidade na federalização do caso do advogado Manoel Bezerra de Mattos, assassinado em janeiro deste ano, na cidade de Pitimbu, na Paraíba. Ele atuava com a denúncia da ação de grupos de extermínio que agem na divisa entre os estados de Pernambuco e Paraíba. Desde 2000, este grupo já matou cerca de 200 pessoas.

Segundo a diretora jurídica da Justiça Global, Andressa Caldas, a federalização é uma tentativa de fazer com que haja justiça. A advogada alega que o combate ao grupo de extermínio esbarra na conivência do poder local.

fonte: http://www.radioagencianp.com.br/