Professores de Malhada dos Bois e Porto da Folha paralisam atividades

65

Nesta segunda-feira, 18, os professores das redes municipais de Malhada dos Bois e Porto da Folha paralisam as atividades.

Em Porto da Folha a paralisação será de advertência somente no dia 18, os professores reivindicam a efetivação do Piso Salarial, o pagamento das férias do magistério, pois há dois anos os educadores não recebem as férias a que têm direito.

Outro problema é que, apesar de constar no Plano de Carreira, a gestão municipal não efetua o pagamento da gratificação por difícil acesso. Porto da Folha é um município com grande extensão territorial, o que acarreta, para os educadores, um enorme gasto em termos de transporte.

A situação estrutural das escolas é péssima. Isso sem contar que as escolas estão sem merenda escolar e o transporte está comprometido, pois os comerciantes se recusam a vender gás e combustível para a prefeitura, por falta de pagamento.

Malhada dos Bois

Já em Malhada dos Bois, os educadores decidiram em assembleia parar por tempo indeterminado. A categoria está indignada com a falta de vontade política da administração municipal em negociar o Piso Salarial, pelo atraso dos salários do mês de abril e também pela não conclusão das negociações do Estatuto do Magistério e do Plano de Carreira e Remuneração.