Oi compra Brasil Telecom e demite

66

A fusão entre as empresa de telecomunicações Brasil Telecom e Oi está causando impactos econômicos e sociais em todo País, principalmente no Distrito Federal. Com atuação em dez estados brasileiros e um total de 5,7 mil trabalhadores diretos, mais terceirizados, a Brasil Telecom poderá demitir até 1,9 mil trabalhadores com a incorporação, o que poderá significar uma queda de receita na capital federal de R$ 170 milhões por ano. A estimativa é do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações (Sinttel/DF). Já a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações (Fittel) prevê que até 8 mil pessoas possam ser demitidas em todo o país, incluindo Acre, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.

Sadia + Perdigão = 10 mil desempregados diretos! A “fusão” entre Sadia e Perdigão vai representar o fechamento de 10 mil postos de trabalho diretos e outros 30 mil indiretos, garante o presidente da Confederação Nacional de Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA), Artur Bueno de Camargo. A discussão sobre o impacto da fusão das duas maiores agroindústrias do país nos empregos do setor foi estudada detalhadamente pela CNTA, esta semana, em um encontro que reuniu 42 sindicatos de trabalhadores e 80 dirigentes sindicais de oito estados brasileiros, em Curitiba (PR). De acordo com Camargo, a Confederação notificou o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e os Ministérios do Trabalho e da Justiça. A CNTA também marcou reunião na Câmara dos Deputados, dia 24 de junho, para alertar os parlamentares sobre o impacto social da fusão. Camargo alegou que as pequenas empresas não vão conseguir competir com as duas maiores unidas e isso pode representar ainda mais desemprego no setor de frigoríficos e abatedouros, que hoje emprega 320 mil pessoas em todo o país, sendo 120 mil apenas na Sadia e na Perdigão.

Polícia Militar de SP usa bombas contra alunos, funcionários e professores da USP. A PM paulista, conhecida pelos seus “bons modos” usou bombas e balas de borracha para reprimir um protesto de alunos, professores e funcionários da Universidade de São Paulo, na tarde de terça-feira (9). Vários estudantes e professores ficaram feridos. Três pessoas foram presas, entre elas o presidente do Sindicato dos Professores da USP (Sintusp), Claudionor Brandão. Os manifestantes, em greve desde a semana passada, exigiam a saída dos PMs do campus. Os funcionários da USP já estão em greve há um mês e reivindicam aumento salarial de 17% (o Conselho de Reitores só quer dar aumento de 6%). Alunos e professores só aderiram a greve depois que a PM ocupou o campus. Alunos e docentes querem a retirada da PM do Campus para que possam voltar à normalidade. A PM alega que está no local porque a Justiça determinou a reintegração de posse de vários departamentos da USP obstruídos por causa da greve de funcionários e estudantes, a pedido da reitoria.

Um depoimento. “Assisti chocado às cenas de barbárie provocadas pela presença da Polícia Militar no campus da USP. Li os relatos de meus colegas que estavam presentes a uma Assembléia da Adusp, no prédio da História e Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Muitos desses colegas tentaram mediar a situação, e também foram agredidos com bombas de ‘efeito moral’ – leia-se gás lacrimogênio e gás pimenta – além de outras agressões. Vi as cenas, por linques da internete, da PM invadindo o campus universitário com carros, tropas, motos, helicópteros, uma verdadeira ‘blietzkrieg’ contra estudantes, funcionários, professores, contra a autonomia universitária, contra a universidade pública e crítica, cuja sobrevivência é vital para a inteligência do país. As cenas têm antecedentes: lembram a invasão do prédio da Faculdade de Filosofia, na Rua Maria Antonia, no centro de São Paulo, em 1968. Além de tantas outras invasões e agressões contra a universidade, pelo país a fora, durante a ditadura e também antes e depois”. (Flávio Aguiar – da Carta Maior)

PIB cai menos que o previsto. O Brasil apresenta um cenário de recessão técnica econômica, por apresentar dois trimestres consecutivos de queda do PIB, segundo dados do IBGE. A economia encolheu 0,8% entre janeiro e março, em comparação com o quarto trimestre de 2008, retração inferior à estimada pelo governo que variava entre 3% e 0,9% negativos. Nos trimestre final de 2008, o PIB tinha caído 3,6%.

75 novas ações contra desmatadores da Amazônia. O Ministério do Meio Ambiente vai ajuizar 75 novas ações contra desmatadores e madeireiros ilegais da Amazônia, responsáveis pelo desmate de 80 mil hectares de floresta e pelo comércio ilegal de mais de 58 mil metros cúbicos (m³) de madeira, o equivalente a três mil caminhões. Das 75 ações, 74 são contra pessoas físicas e empresas de Mato Grosso, e uma do Pará. As ações não atingem necessariamente os maiores desmatadores, mas os processos que estavam mais completos, com mais elementos de prova contra supostos crimes ambientais. “Procuramos não ajuizar ações sem provas consistentes. Esses são os processos com mais detalhamento, os mais constituídos entre os sete mil que tramitam somente em Mato Grosso”, detalhou a procuradora do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Andrea Vulcanis.

Flagrante de trabalho escravo na Bahia. Os 174 trabalhadores de uma carvoaria no oeste da Bahia aguardam, em condições degradantes, o cumprimento de uma decisão judicial tomada na semana passada. Os carvoeiros foram encontrados no dia 27 de maio pelo grupo móvel de combate ao trabalho escravo do governo federal. As empresas responsáveis pela exploração irregular de mão-de-obra se recusam a pagar cerca de R$ 460 mil em indenizações e salários. As condições consideradas análogas à escravidão foram flagradas na Fazenda Jaborandi II, uma propriedade de mais de 36 mil hectares localizada no município do mesmo nome, próxima à divisa com Goiás. A operação do governo foi prorrogada até que as empresas paguem o que devem aos trabalhadores. Segundo o MPT, os trabalhadores foram aliciados para o trabalho por “gatos”, nome dado aos intermediários desse tipo de mão-de-obra, e não tinham carteira de trabalho assinada. Estavam sem receber salários, viviam em instalações precárias, sem equipamentos de proteção e mantinham dívidas com itens básicos de sobrevivência. Para comer, eram obrigados a adquirir produtos nas “cantinas” da fazenda, com ágio mínimo de 30% em relação ao preço de mercado. (Matéria do Instituto do Observatório Social)

Grupo Móvel liberta 280 trabalhadores em Campos. O Grupo Especial Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) encontrou esta semana 280 trabalhadores em condições degradantes no corte de cana-de-açúcar, na Usina de Santa Cruz, no município de Campos dos Goytacazes (RJ). Também foram encontradas cinco crianças. Entre as irregularidades encontradas estão a não utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), a falta de água potável e inexistência de refeitório e sanitários. Além disso, os trabalhadores eram transportados em ônibus clandestino em péssimo estado de conservação, junto com ferramentas. As três frentes de trabalho foram interditadas até que a situação dos trabalhadores seja regularizada. A usina foi notificada a pagar, em média, R$1,6 mil a cada trabalhador. O MTE já iniciou processo para pagamento do Seguro Desemprego, que deverá ser sacado pelo próprio trabalhador, em 30 dias, em agências da CAIXA. (Fonte: MTE)

Cuba muito na frente dos EUA. Em Londres, o Instituto de Economia e Paz divulgou nesta semana o seu informe anual intitulado “Índice Global de Paz”. Entre os 23 dados analisados, o estudo considera itens como democracia, estabilidade política, corrupção pública, educação, bem estar social, criminalidade e respeito aos direitos humanos, entre outros. Entre os 144 países analisados, o primeiro lugar ficou com a Nova Zelândia (seguida pela Dinamarca e Noruega). Os últimos colocados são países com forte influência da política estadunidense: Iraque, Afeganistão, Somália e Israel. Cuba ficou em 68º lugar e os EUA ficam em 83º lugar! Na América Latina o pior país é a Colômbia, do capacho Uribe (elogiado pelos EUA como exemplo de direitos humanos).

Julgar Alan García no Tribunal Internacional. As organizações indígenas da Bolívia, Peru, Equador, Chile, Colômbia e Argentina anunciaram que farão o que for necessário para levar ao Tribunal Internacional o corrupto Alan García, presidente do Peru (defendido pelos EUA). Em documento divulgado durante a semana, as organizações dizem que ele deve responder pelo massacre de sexta-feira (5), quando morreram cerca de vinte indígenas. Um trecho do documento assinado pela “Coordinadora Andina de las Organizaciones Indígenas” diz: “O governo de Alan García Pérez desencadeou uma repressão sangrenta na Amazônia Peruana na madrugada de hoje, como resposta ditatorial depois de 56 dias de luta pacífica dos indígenas”.

Indígenas do Peru enfrentam empresas de petróleo e governo corrupto. Os indígenas da região amazônica do Peru estão enfrentando o governo Alan García (apoiado pelo governo dos EUA) que pretende entregar reservas indígenas para empresas petrolíferas. Nossos jornais, como sempre vendidos ao grande capital, estão deturpando os fatos. Há pouco tempo, foram descobertas grandes reservas de petróleo e gás em regiões indígenas do país e o corrupto García anunciou que abriria para exploração de empresas estrangeiras. Acontece que as comunidades da região vivem dos recursos dos bosques e da bacia hidrográfica. Reunidos na “Associação Interétnica da Selva Peruana”, eles se mobilizaram contra a destruição e contaminação do espaço em que vivem e bloquearam as estradas da região, enfrentando a repressão do governo.

Polícia peruana pode estar escondendo corpos. A ONG “Amazon Watch”, defensora dos direitos dos povos indígenas, denunciou nesta segunda-feira (8) que a polícia peruana está “fazendo desaparecer cadáveres de nativos para minimizar o número de vítimas da violência”. Segundo a agência EFE, o enviado da ONG ao local dos acontecimentos colheu depoimentos de pessoas que dizem ter visto policiais jogando corpos no rio Marañon e também que corpos foram queimados para impedir a identificação. O governo do corrupto García diz que 24 policiais morreram.

Indígenas vão manter mobilização. O Congresso peruano decidiu suspender por 90 dias a entrada em vigor do decreto 1.090, do corrupto García, mas esta medida não atende aos indígenas da região que prometem manter a mobilização em toda a área e resistir às multinacionais petroleiras. O decreto 1.090 permite que empresas estrangeiras passem a explorar os recursos da Amazônia peruana, cerca de 60% do território do país!

Parlamentares peruanos foram suspensos por apoiarem indígenas. O Congresso do Peru, através do partido do corrupto García que tem maioria na Casa, sem qualquer debate, suspendeu nesta quinta-feira sete parlamentares do partido da oposição (Partido Nacionalista Peruano) por usarem a tribuna para declarar apoio às comunidades indígenas agredidas. María Sumire, Hilaria Supa, Nancy Obregón, Juana Huancahuari, Cayo Galindo, Yaneth Cajahuanca e Rafael Vásquez foram suspensos por 120 dias.

Apoio popular no Peru. Milhares de pessoas saíram ás ruas no Peru, nesta sexta-feira, em solidariedade aos povos nativos da Amazônia. Lima foi palco de enfrentamentos entre a polícia e manifestantes convocados por organizações sindicais, universitárias e civis. Camponeses bloquearam a pista de pouso de um aeroporto da província de Andahuaylas e as estradas que ligam a região de Apurímac, no sul, com Lima e outras zonas.

Nestlé Chile: produzir mais a qualquer custo. O lema da Nestlé-Chile (empresa que chega aos 950 milhões de dólares em vendas anuais) é produzir mais a qualquer custo. A empresa converteu as horas extras em permanentes, provocando uma série de distorções nas condições e no ambiente de trabalho. Apesar das constantes denúncias do sindicato local, nada mudou e os acidentes, como consequencia do aumento da jornada, continuam ocorrendo. A empresa alega que “os trabalhadores podem optar se desejam fazer as horas extras”, mas a realidade é que demite os que se recusam a fazer a jornada extraordinária.

Governo do capacho será julgado na OIT. Depois de muita polêmica o governo do capacho Uribe (Colômbia) foi incluído na lista dos países que serão julgados pela Comissão de Aplicação de Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Na próxima semana terá início uma série de reuniões e sessões de debates onde trabalhadores, empregadores e representantes de governos de vários países debaterão a situação trabalhista e sindical na Colômbia. Incluir o governo do capacho nesta investigação foi uma luta travada pelas centrais sindicais colombianas (CUT, CGT e CTC), além da Confederação dos Aposentados da Colômbia. Entre os 25 países acusados de atividades antisindicais estão: Chile, Costa Rica, Guatemala, Israel, Itália, República da Coreia, Malásia, Peru, Federação Russa e Turquia.

Mais dois professores assassinados. Na Colômbia, do capacho Uribe, mais dois professores foram assassinados nesta semana! A denúncia é feita pela Central Unitária dos Trabalhadores (CUT). Pablo Rodríguez Garavito foi morto quando dava aula em uma comunidade indígena de Cuiloto, município de Puerto Rondón, na terça-feira (9). Jorge Humberto era professor da “Escuela Los Colonos del Municipio de Arauquita”, onde trabalhava há 20 años, foi assassinado na quinta-feira (11), deixando dois filhos e a mulher grávida do terceiro. Ambos eram filiados à Associação dos Educadores de Arauca. Mas o governo dos EUA continua apontando a Colômbia como um exemplo de “direitos humanos” a ser seguido!

Assassino de Víctor Jara apresenta sua defesa. Víctor Jara, o cantor popular mais conhecido do Chile antes do golpe militar e autor de músicas de protesto que até hoje são gravadas, foi uma das vítimas da brutal repressão de Pinochet. Foi preso no dia seguinte do golpe, quando militares invadiram a Universidade Técnica Metropolitana onde ele era professor. Depois de muito torturado e com as duas mãos quebradas, foi conduzido ao estádio nacional de futebol do Chile, transformado em prisão política, onde foi fuzilado com 44 tiros no dia 15 de setembro de 1973. Depois, seu corpo foi jogado na rua, perto de um cemitério de Santiago. O ex-soldado José Paredes confessou, no final de maio, ter sido um dos executores de Víctor Jara, mas depois retirou o que disse e quer preparar sua defesa dizendo que foi forçado a assumir a culpa. O estádio de futebol onde Jara foi assassinado tem hoje o seu nome, mas ele não teve tempo para apresentar sua defesa perante o juiz. Sequer foi julgado!

CSI divulga relatório sobre situação do sindicalismo no mundo. “2008 foi outro ano difícil e perigoso para os sindicalistas em todo o mundo”. Esta declaração é parte do relatório divulgado durante a semana pela Confederação Sindical Internacional (CSI). “Um total de 76 sindicalistas foram assassinados quando lutavam em defesa dos direitos dos trabalhadores, outros muitos foram agredidos fisicamente, submetidos a intimidações ou ameaças e presos por autoridades de seus países”. O relatório diz que “a Colômbia se destaca como o lugar mais perigoso do planeta para os sindicalistas”. Mas o relatório denuncia também a situação nos países ditos “industrializados” onde cresce o emprego de mão-de-obra temporária e agências de subcontratação, reduzindo assim a renda e os direitos dos trabalhadores, além de provocar a queda nas condições de trabalho.

100 milhões de meninas são vítimas do trabalho infantil. Um relatório da Organização Internacional do Trabalho, OIT, publicado nesta quarta-feira, sugere que 100 milhões de meninas estão sendo vítimas do trabalho infantil em todo o mundo. De acordo com o documento “Dê uma Chance às Meninas: Combata o Trabalho Infantil”, a crise financeira global deve agravar ainda mais a situação das crianças. O relatório também chama a atenção para a realidade de muitas famílias que preferem mandar os meninos para a escola, deixando as meninas em casa. A OIT também advertiu que muitas das vítimas do trabalho infantil sofrem moléstias sexuais.

Taxa de desemprego da OCDE sobe a 7,8%. A taxa de desemprego entre os 29 países que compõem a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) atingiu em abril seu nível mais elevado em 15 anos, refletindo o peso da recessão sobre no mercado de trabalho mundial. O indicador subiu para 7,8% em abril, de 7,7% em março, superando a taxa de abril de 1994, disse o grupo. A taxa de desemprego entre os países que compõem o G-7 – Canadá, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Estados Unidos e Japão – subiu para 7,7% em abril, de 7,5% em março, a taxa mais elevada desde que os registros foram iniciados, em 1992, e 2,2 pontos porcentuais acima de abril do ano passado. Entre os 16 países que utilizam o euro, a taxa de desemprego subiu para 9,2% em abril, de 8,9% em março, 1,9 ponto porcentual acima dos 12 meses anteriores.

O fracasso das eleições européias! A farsa das eleições na União Européia não resiste a uma simples análise: apenas 43,01% dos europeus votaram! A apatia dos eleitores europeus já começa a preocupar a própria direita da região e os principais partidos. O atual presidente do Parlamento Europeu, Hans Gert Pöttering, disse que “devemos refletir sobre este índice de abstenção, a mais alta da história”.

A direita avançou na Europa. Mais conservador e com crescimento da ultra direita! Este é o quadro do novo Parlamento Europeu e marca a derrota de uma esquerda que não soube dar respostas ao neoliberalismo na região e tentou contemporizar. Na França, o partido do capacho Sarkozy subiu 12 pontos, enquanto os socialistas perderam 18! A principal força no Parlamento é o Partido Popular Europeu, que reúne a direita da região.

Eleições no Irã: Ahmadinejad vence. Nas matérias de ontem e de hoje, os nossos jornais “tão independentes” estão tentando confundir os leitores com notícias falsas sobre as eleições no Irã e falam de “protestos da oposição”. Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito com mais de 64% dos votos e isto incomoda bastante porque o governo estadunidense gastou muito dinheiro financiando a oposição de direita comandada pelo candidato Mousavi que teve apenas 32%. Agora precisam explicar os gastos e inventam “protestos”.

Só para comparar. Enquanto as eleições para o Parlamento Europeu não conseguiram mobilizar nem a metade do eleitorado, no Irã a participação foi recorde e mais de 75% dos eleitores compareceram às urnas.

Mais uma do “mafioso”. O jornal “La Repubblica” denunciou mais uma atitude indecente do mafioso primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi! Nas eleições que aconteceram nesta semana, para eleger os deputados para o Parlamento Europeu, a seção eleitoral onde votou a jovem Noemi Letizia foi fechada durante alguns minutos para que tão importante pessoa pudesse exercer seu direito de sufragar. E ela chegou ao local acompanhada por agentes municipais. Mas, quem é Noemi Letizia? Ah! Noemi é a jovem de 18 anos que foi fotografada na tal “festinha” íntima do mafioso Berlusconi. Quando acabou de votar, saiu tranquilamente em um carro Mercedes Benz, acompanhada pela escolta de agentes.

Que flagrante! Sabem aquela fotografia divulgada pelos jornais mostrando a “festinha íntima” do mafioso Berlusconi? Ainda vai dar muita discussão! Os jornais brasileiros estão evitando tocar no assunto, escondem fatos, mas alguns estão sendo mostrados na chamada mídia eletrônica (internet) e ainda vão causar muito problema. O mais recente é que alguns jornalistas reconheceram um dos participantes da “festinha”: trata-se do primeiro-ministro Tcheco, Mirek Topolanek. O mais curioso na história é como ele foi identificado, apesar de todos os rostos nas fotografias terem sido borrados para evitar que isto acontecesse. Acontece que o senhor Mirek Topolanek continua ostentando no braço um presente que recebeu de Bush: uma pulseira contra Cuba!

Imagine esta cifra: US$ 1.464.000.000.000.000! Imaginou? Pois foi o total de gasto militar no planeta, em 2008. Em seu informe anual, o Instituto Internacional de Pesquisas da Paz de Estocolmo apresentou também uma lista com as 100 maiores empresas “do ramo” militar. Em primeiro lugar, a Boeing (EUA) com vendas totais no valor d 30,5 trilhões de dólares, em 2008.

Gasto com armas bate recorde em 2008! Os gastos militares no mundo, em 2008, alcançaram um recorde de 1.464 trilhões de dólares (mais de um quatrilhão)! E, é claro, os EUA são responsáveis pela maior parte do total, informou na segunda-feira (8) o Instituto Internacional de Pesquisas da Paz de Estocolmo. As vendas de armas subiram 4% no mundo, em relação a 2007, e 45% em relação a 1999. Os EUA foram responsáveis por 58 por cento do aumento dos gastos militares no mundo entre 1999 e 2008. China e Rússia quase triplicaram seus gastos militares em uma década, informou o instituto. Outros países, como Índia, Arábia Saudita, Irã, Israel, Brasil, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Argélia e Grã-Bretanha também contribuíram substancialmente para o aumento total. O instituto, que realiza pesquisas independentes sobre segurança internacional, armas e desarmamento, informou que os gastos militares no ano passado comprometeram cerca de 2,4 por cento do PIB mundial, correspondendo a 217 dólares per capita.

Fome atinge mais de 1 bilhão. A alta nos preços dos alimentos levou mais 105 milhões de pessoas a passarem fome na primeira metade de 2009, disse a chefe do Programa Alimentar Mundial (PAM) da Organização das Nações Unidas (ONU) na sexta-feira, fazendo o número total de famintos aumentar para mais de 1 bilhão. Em 2008, a FAO disse que a fome no mundo atingia 963 milhões de pessoas. O PAM precisa de US$ 6,4 bilhões este ano para auxílio alimentar, mas as contribuições dos doadores despencaram – o programa tinha por volta de US$ 1,5 bilhão no final da semana passada. A agência diz que teve de cortar a distribuição de alimentos e fechou algumas operações por causa da crise de crédito.

Crianças são as principais afetadas pela crise nos EUA. O alerta está sendo feito por entidades estadunidenses respeitáveis como a “Fundação para o Desenvolvimento da Infância”, da “The New America Foundation”. Em documento divulgado nesta semana, destaca que “a qualidade de vida das crianças nos EUA se deteriorará devido ao impacto da crise financeira” e que “a relação de crianças que vivem na linha de pobreza crescerá 21%, chegando a oito milhões”. Segundo a agência IPS, “as crianças estadunidenses pobres, da comunidade negra ou latina, serão os mais afetados pela crise”.

Nos EUA, hospitais já estão reduzindo serviços. É como já havíamos alertado: o governo estadunidense tira dinheiro do seu orçamento para salvar empresas falidas, mas isto tem que sair de algum outro lado. A “Associação de Hospitais dos Estados Unidos (AHA)” divulgou nota nesta semana afirmando que, em 22% dos hospitais que responderam à pesquisa de março, os serviços estão sendo reduzidos. Segundo o porta-voz Rick Plumer, o Centro Médico Universitário do Sul de Nevada teve que fechar seu centro de mamografia e está reduzindo o atendimento nos ambulatórios para pacientes com câncer, porque a Assembléia Legislativa do estado de Nevada cortou 30 milhões de dólares do orçamento dos hospitais.

EUA têm novo déficit fiscal. O déficit orçamentário dos EUA atingiu US$ 189,7 bilhões em maio, levando o rombo acumulado no ano fiscal iniciado em outubro para perto de US$ 1 trilhão, segundo informou hoje o Departamento do Tesouro. No acumulado dos oito meses do ano fiscal iniciado em outubro, o déficit americano soma a marca recorde de US$ 991,9 bilhões. No mesmo período do exercício fiscal anterior, o déficit era de US$ 319,4 bilhões. A balança de bens e serviços dos EUA também ficou deficitária em US$ 29,2 bilhões em abril. O resultado negativo foi mais marcado do que aquele apurado em março, de US$ 28,5 bilhões (dado revisado).

Estão armando o golpe para livrar o terrorista. Uma juíza dos EUA adiou o julgamento do terrorista confesso Luis Posada Carriles para o dia 1 de fevereiro de 2010, alegando que ele “precisa de tempo para montar sua defesa”. Kathleen Cardone, a tal “juíza”, disse que o processo contra ele se tornou “muito complexo” diante dos novos dados. Na verdade, sabemos que está sendo montado um grande circo para tentar livrar o maior terrorista vivo da história, responsável pela explosão de um avião cubano em pleno voo e a explosão de um hotel em Havana (1997). Mas Carriles é ex-agente da CIA e protegido de Bush e da máfia de Miami.

Soldados de Israel confessam abusos. Dois oficiais israelenses testemunharam que soldados golpearam, vendaram os olhos e mantiveram amarrados civis palestinos de menos de 14 anos. As revelações de um sargento da Brigada Kfir incluem descrições de abusos que presenciou em uma ação da qual participaram centenas de soldados, na aldeia de Hares, no dia 26 de março. A matéria sobre as torturas e abusos está em:

  • TAGS
  • germano
  • Artigo anteriorVeja o triste Retrato das escolas municipais de Boquim
    Próximo artigoMEC estipula novas exigências para cursos de Pedagogia