Prefeitura de Simão Dias ameaça cortar bolsa família de alunos

64

Os professores da rede municipal de Simão Dias denunciam que a prefeitura tem anunciado em carros de som pela cidade que os alunos que não forem para as aulas perderão o direito ao benefício do Bolsa Família.

A atitude foi tomada no sétimo dia letivo de greve dos professores da rede municipal, que se iniciou no dia 29 de julho. O magistério cobra a implantação da lei do piso.

Após tomar conhecimento da atitude da administração municipal, a sub-sede Centro Sul do SINTESE vai formular denúncia ao Ministério do Desenvolvimento Social e também ao Ministério Público Estadual e Federal. “É revoltante que uma administração use da ameaça para inibir um movimento democrático dos professores”, disse a professora Cláudia Patrícia, da coordenação da sub-sede Centro Sul do SINTESE.

Os professores informam também que nenhum aluno será prejudicado, pois todas as aulas serão repostas. “O magistério só quer que a lei do piso seja cumprida. Não se constrói ‘uma Simão Dias mais feliz’ com ameaça e descumprimento de lei”, disse a delegada sindical do SINTESE no município Lúcia Morais.