Direção do SINTESE vai a ALESE discutir com deputados vetos do governador

128

Nesta segunda, 31, membros da diretoria executiva do SINTESE compareceram a sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe – ALESE. O motivo da visita foi discutir com os deputados os vetos do governador Marcelo Déda às emendas da deputada Ana Lúcia.

As emendas apresentadas pela deputada reforçavam no Plano de Carreira do Magistério a data de reajuste do piso salarial que consta na Lei Federal 11.738/2008, que é o mês de janeiro, pois o projeto enviado pelo governo a ALESE não continha tal dispositivo.

Já o argumento do governo para vetar as emendas é que porque elas tinham o chamado vício de iniciativa, ou seja, elas só poderiam ser propostas pelo poder executivo.

A diretoria do sindicato compreende que se as emendas trazem problemas o governo deve enviar um novo projeto de lei para fazer com que conste no Plano de Carreira e Remuneração do Magistério o mês de reajuste do piso. “Sem essa garantia na lei estadual os professores ficam na dúvida se o governo tem interesse em revisar o piso e quando fará isso”, disse Joel Almeida, presidente do SINTESE.

Em conversa com o líder do governo, deputado Francisco Gualberto, o SINTESE conseguiu marcar uma audiência para esta terça, 01, com o secretário da Fazenda, João Andrade. Joel disse ainda que o sindicato vai acompanhar a votação de quarta e espera que os deputados estaduais derrubem o veto.