Educadores de Tobias Barreto param contra proposta de alteração de direitos

57

 

A partir de amanhã, 16, até sexta-feira, 18, os professores da rede pública do município de Tobias Barreto, paralisam as aulas contra a proposta de alteração de direitos trabalhistas que a Secretaria Municipal de Educação quer fazer em relação ao Plano de Carreira  e  Estatuto da Prefeitura.

Para os professores, as  mudanças propostas pela prefeitura irão negar direitos históricos dos trabalhadores da educação como a regência de classe, atividade pedagógica, triênio, terço, redução de carga horária e a automaticidade da progressão vertical.  Outro ponto destacado pelos professores é a implementação da avaliação por mérito feita pela secretaria  para demitir os professores e reduzir salários do magistério.  Com a paralisação, os professores querem pedir o apoio da população e do prefeito da cidade,, para que haja uma intervenção  na secretaria no sentido de se garantir os direitos dos educadores.

Caso não seja apresentada uma solução, no dia 22 de setembro, a categoria realiza assembléia para discutir indicativo de greve por tempo indeterminado.