Emir Sader faz abertura e lança livro na IX Conferência Estadual dos Trabalhadores em Educação

45

O professor Emir Sader é o palestrante na abertura da IX Conferência Estadual dos Trabalhadores em Educação. A palestra que começa às 14h desta quarta-feira vai tratar sobre “A Crise Internacional do Capitalismo e os desafios para os trabalhadores na América Latina e no Brasil”. No mesmo dia às 18h, Sader lança o seu mais recente livro “A Nova Toupeira – Os Caminhos da Esquerda na América Latina”. Vale ressaltar que para esta palestra os portões do Iate Clube estarão abertos para quem quiser participar.

Sader é professor aposentado da Universidade de São Paulo e dirige o Laboratório de Políticas Públicas (LPP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Também escreve um blog que é publicado no site www.cartamaior.com.br

IX Conferência

A abertura oficial da IX Conferência acontece às 9h no Iate Clube e a temática principal é: “Magistério Público: Novos Rumos, Novas Perspectivas, Nova Carreira”. Como é comum, o sindicato busca temas da conjuntura nacional e mundial e traz o debate para o cotidiano do professor.

Atualmente o magistério tem vivido diversas mudanças, entre elas o advento do Fundeb, da lei do piso e várias outras políticas públicas que transformaram a profissão de professor. “Seja nos congressos ou nas conferências o SINTESE sempre busca debater temas que tenham influência na vida profissional do professor”, afirma Joel Almeida, presidente do SINTESE.

Essa afirmação tem como base a falta de uma política de formação permanente e continuada para os educadores da rede pública em nosso estado. Por muitas vezes os congressos, oficinas e conferências realizadas pelo sindicato são as únicas oportunidades que alguns professores têm de terem formação.

Debates

Além da crise na América Latina, serão tratados na IX Conferência:

No dia 15 às 8h – “A exclusão do sistema educacional no Brasil e em Sergipe” com Paulo Roberto Corbucci do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea, a deputada estadual Ana Lúcia e as professoras da Universidade Federal de Sergipe Alexandrina Luz e Sônia Meire Azevedo de Jesus. À tarde é a vez dos conferencistas debaterem “A Análise e os impactos da implantação do Plano Nacional de Formação de Professores da Rede Pública proposto pelo Ministério da Educação” com as professores Catarina de Almeida Santos, que é assessora do Ministério da Educação e Solange Lacks da Universidade Federal de Sergipe.

Na manhã do dia 16 “Os rumos e as perspectivas das diretrizes para a organização da carreira do Magistério Público da Educação Básica” serão apresentados pelo deputado federal Iran Barbosa e Milton Canuto de Almeida, vice-presidente da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. À tarde os “Processos docentes de produção do conhecimento na aprendizagem de resolução de conflitos em sala de aula” serão debatidos com a professora da UNICAMP, Ana Maria Falcão de Aragão.

No último dia é a vez de discutir “O Papel dos Profissionais do Magistério frente as atuais políticas públicas de educação”. Com os professores Luiz de Souza Júnior da Universidade Federal da Paraíba e Maria Dilnéia Espíndola Fernandes, da Federal do Mato Grosso do Sul.

Festa do Dia do Professor

Como já é tradicional o Dia do Professor (15) é comemorado em plena conferência. E o SINTESE realiza a partir das 21h uma festa de confraternização para comemorar esta data. A festa é para todos os filiados ao sindicato. A entrada está garantida a partir da apresentação do contracheque.