IX Conferência dos Trabalhadores em Educação reafirma luta sindical dos professores

40

Durante a abertura oficial da IX Conferência dos Trabalhadores em Educação feita na manhã de hoje, o presidente do SINTESE, Joel Almeida, reafirmou a luta sindical dos professores da rede pública de ensino.       Na presença de mais de mil professores, Joel recitou poesia na qual traça a trajetória de luta do sindicato pela valorização da educação pública e reconhecimento profissional do magistério.

“A força sempre se revigorará quando a gente luta com coração e a alma socialista. Esta IV Conferência ocorre no momento de consagração do SINTESE. Um velho sonho se torna realidade. Somos o maior e um dos mais organizados sindicatos de Sergipe e, sem dúvida, um dos mais mobilizados”, destacou. “Recorri à poesia para mostrar como é nossa bandeira de luta, a nossa ousadia”, completou ao agradecer a homenagem dos professores em solidariedade aos episódios referentes às agressões do prefeito de Capela, Manuel Messias Sukita dos Santos (PSB) ao sindicalista.       

Os professores também protestaram contra as agressões do prefeito de Capela feitas à categoria do município e ao SINTESE durante a luta em defesa do piso nacional do magistério no município.  Os professores fizeram um minuto de silêncio em homenagem a cantora argentina Mercedes de Sosa, morta no dia 04 de outubro, e  a professora de Canindé do São Francisco, Lúcia Cruz Cordeiro, que morreu ontem, 13.    

O evento foi prestigiado pelo médico cubano Andrés Pi Osória, além de representantes de sindicato, MST, CUT e deputados Iran Barbosa e Ana Lúcia Vieira Menezes, que reforçaram a luta dos trabalhadores de educação. 

O evento também teve apresentações culturais com grupo folclórico do SINTESE, coral formado por professores aposentados filiados pelo sindicato, além do grupo formado por alunas do sexto período do curso de Dança da Universidade Federal de Sergipe.

Com o tema “Magistério Público: Novos Rumos, Novas Perspectivas, Nova Carreira”, a conferência prossegue até sábado, dia 17, no Iate Clube de Aracaju. Nesta tarde, o cientista político Emir Sader realiza a palestra aberta ao público com o título A Crise Internacional do Capitalismo e os desafios para os trabalhadores na América Latina e no Brasil. Às 18h, Sader lança o livro “A Nova Toupeira – Os Caminhos da Esquerda na América Latina”.