Campanha ambiental incentiva consumidor a recusar sacolas plásticas nas compras

40

A exemplo do que aconteceu no “Dia Sem Carro”, o desafio agora é “Um dia sem sacola plástica”. A ideia da ação é despertar a consciência ambiental nos consumidores e incentivá-los a recusar as sacolas plásticas em suas compras, adotando uma retornável ou outra alternativa. A campanha “Saco é um Saco” é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que quer chamar a atenção do cidadão brasileiro para o enorme impacto ambiental de um hábito aparentemente inofensivo: pegar sacos e sacolas plásticas. E no embalo desta campanha, o MMA lançou também o dia do Consumidor Consciente, que foi nesta quinta (15).

Em 2008, a Consumers International (CI) promoveu uma mobilização mundial nesta mesma data para marcar a importância da educação para o consumo sustentável. O movimento Global Consumer Action Day contou com a adesão de mais de 40 instituições membros da CI e outros grupos de consumidores em 33 países. Contribuiu ainda com o Programa sobre Consumo e Produção Sustentáveis, conhecido como Processo de Marrakech, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), que visa incentivar os países participantes a elaborarem planos nacionais na busca de mudanças de comportamentos nas instâncias de produção e consumo. O Brasil aderiu ao Processo de Marrakech em 2003 e se comprometeu em promover o consumo sustentável como uma das diretrizes do MMA, mediante a definição de programas e ações a serem implementadas por intermédio da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (SAIC).

O desafio do Dia Sem Sacola Plástica foi aceito por uma grande rede de supermercados – a mais nova parceria da campanha Saco é um Saco -, começando pelo Rio de Janeiro, onde lojas estarão preparadas para estimular as donas-de-casa e demais clientes a recusar sacolas plásticas na boca do caixa.
A Campanha foi lançada também na internet, com a apresentação do hotsite www.sacoeumsaco.com.br e das ações articuladas nas redes sociais, como Orkut, Twitter, Facebook e Youtube.

Balanço – Desde o lançamento, em junho deste ano, o blog já alcançou a marca de 60 mil visitas. Em duas enquetes realizadas neste período, 43% dos internautas disseram que usam sacolas retornáveis, 30% só de vez em quando e 27% não usam. Quanto ao pagamento pelas sacolinhas, o resultado ficou empatado: 44% disseram que não pagariam, mas que reduziriam seu consumo assim mesmo; 44% afirmaram que pagariam, pois acham que só assim o consumo seria reduzido, e 12% não pagariam, pois acham que as sacolas devem ser de graça. Em seis meses de campanha, mais de 30 mil folders foram distribuídos e o MMA recebeu o apoio da Consumers International. Ainda conquistou a adesão de parceiros institucionais que subsidiaram ações de divulgação e o apoio de mais de 40 instituições, entre ONGs, empresas, prefeituras e secretarias municipais de meio ambiente, que estão divulgando a campanha em suas comunidades e entre seus funcionários.