Professores de Boquim rejeitam proposta

42
Os professores da rede municipal de Boquim fizeram ato público contra a proposta apresentada pela prefeitura para a implantação do piso salarial. O repúdio é porque o prefeito Pedro Barbosa propoe a extinção da regência de classe (que hoje é de 50%) e redução nas porcentagens do escalonamento vertical e horizontal.

O ato foi realizado em frente a Escola Joaldo Barbosa, onde a secretária de Educação realizava uma reunião pedagógica. “Os professores se retiraram da reunião pois não há como discutir proposta pedagógica quando a administração quer retirar direitos dos educadores que foram garantidos com muita luta”, disse o professor Adilson Ribeiro, delegado sindical no município. Os professores fizeram uma queima simbólica da proposta entregue pelo prefeito.

Nesta sexta (05), às 9h, os educadores se reúnem para deliberarem ações de luta para a implantação do piso.